HomeChina"A Copa do Mundo é em outro planeta?", questionam os chineses presos...

“A Copa do Mundo é em outro planeta?”, questionam os chineses presos no Lockdown na China

A política de COVID-ZERO da China tem sido constantemente questionada pelos cidadãos chineses que consideram estar em "outro mundo".

O futebol é muito popular na China. O presidente Xi Jinping é conhecido por ser um amante do esporte, e já havia falado anteriormente que era um sonho do país vencer a Copa do Mundo.

Como resultado, os jogos estão sendo exibidos na emissora nacional CCTV, e a mídia estatal tem procurado ampliar a “presença” da China. O Global Times relatou como os produtos fabricados na China “desde ônibus até o estádio [Lusail] e até unidades de ar condicionado estão bem representados no evento”.

Veículos importantes como a CCTV também divulgaram a presença de porta-bandeiras chineses na cerimônia de abertura e como dois pandas gigantes chegaram ao Catar para “conhecer” os visitantes que chegam para o evento.

Mas é evidente que a Covid-19 atrapalhou as comemorações. Nas principais cidades, os surtos resultaram no fechamento de negócios não essenciais mais uma vez e nas pessoas sendo instadas a limitar seus movimentos.

Sem bares para onde ir, o jornal Global Times diz que alguns torcedores estão “optando por assistir aos jogos em casa com suas famílias”. Outros também foram para acampamentos.

Os voos entre o Catar e a China também permanecem severamente limitados para aqueles que desejam assistir ao evento pessoalmente.

A China anunciou o fechamento total de Pequim, a capital do País hoje, 24 de novembro, de acordo com anúncio oficial do governo. Muitos cidadãos temem que qualquer comemoração ou mesmo aglomerações para assistir aos jogos da Copa resulte em punições.

Além da seleção masculina da China não se classificar para o evento, cenas de comemorações sem máscara e reuniões barulhentas no Catar irritaram os telespectadores, que foram desencorajados a se reunir para assistir aos jogos.

Muitos usaram a Copa do Mundo para reclamar online sobre as estratégias existentes da China. O país mantém uma política de Covid-zero, onde comunidades inteiras são bloqueadas em casos únicos do vírus, a fim de evitar que ele se espalhe.

A China está passando por seu pior surto em seis meses, e os bloqueios localizados aumentaram nas últimas semanas. Nas últimas 24 horas, a China registrou mais de 28.000 novos casos; estes estão em todas as regiões de nível provincial.

Muitos estão questionando o isolamento agudo assistindo ao evento deste ano, já que ninguém está usando máscara no Catar.

Uma carta aberta questionando as contínuas políticas de Covid-zero do país e perguntando se a China estava “no mesmo planeta” que o Catar se espalhou rapidamente no mensageiro móvel WeChat na terça-feira, antes de ser censurada pela China.

Os comentários na rede social Weibo, parecida com o Twitter, são abundantes de espectadores que falam sobre como assistir às partidas deste ano os faz se sentirem separados do resto do mundo.

Alguns falam de sua percepção de que é “estranho” ver centenas de milhares de pessoas se reunindo, sem usar máscaras ou precisar mostrar evidências de um teste recente de Covid-19. “Não há assentos separados para que as pessoas possam manter distância social, e não há ninguém vestido de branco e azul [médico] à margem. Este planeta ficou realmente dividido.”

“De um lado do mundo está o carnaval que é a Copa do Mundo, do outro estão as regras de não ir a lugares públicos por cinco dias”, diz um dos perfis.

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!