HomeOriente-médioAfeganistão Vulnerável: Centenas de militares e civis afegãos foram mortos contra o...

Afeganistão Vulnerável: Centenas de militares e civis afegãos foram mortos contra o Talibã

Retirar as tropas americanas do Afeganistão pode soar positivo ao programa "humanista" e "democrata" de Biden, o resultado será a propagação do terror local

No dia 13 de abril, autoridades muito ligadas ao presidente Biden disse que o governo irá retirar todas as tropas americanas do Afeganistão até o 20º aniversário dos ataques de 11 de setembro de 2001.

De fato, durante uma reunião na Bélgica, o Secretário de Estado Americano Antony J. Blinken anunciou que a retirada de tropas americanas do Afeganistão era oficial e iniciará em 1º de maio de forma gradual.

Bryan Denton/NYT

Desde o dia em que tropas americanas pisaram em solo afegão no programa conhecido como Guerra ao Terror incendiado após os terríveis ataques orquestrados por grupos terroristas liderados por Bin Laden em solo yankee, o número de militares americanos somente cresceu.

Segundo informações do correspondente militar e de inteligência da Reuters, Phil Stewart, cerca de 120 membros das forças de segurança afegãs, 65 civis e mais de 300 combatentes do Talibã foram mortos nos últimos 15 dias de intenso combate, e muitos outros ficaram feridos em todo o Afeganistão.

Um porta-voz do Ministério do Interior, Tariq Arian, disse que o Talibã realizou pelo menos seis atentados suicidas e vários assassinatos seletivos e plantou 65 bombas em estradas para atingir as tropas do governo.

Tariq defendeu em seu twitter o combate dos grupos terroristas na região. “A oposição armada não tem identidade ou apoio entre o povo. Ela precisa ser esmagada nas operações das forças de segurança e defesa e em suas fontes de renda”.

O Conselheiro de Segurança Nacional do Afeganistão, Hamdullah Mohib, durante sua visita a Ghazni nesta quinta-feira, 29 de abril, junto com uma delegação de alto nível do governo, avaliou a situação de segurança na província e se reuniu com altos funcionários do setor de segurança do país e oficiais civis e militares locais, que possuem a rodovia Ghazni-Cabul como meta primordial de proteção contra agentes terroristas.

Taliban 'Battered' Across Afghanistan, 'IEDs Defused' - NewsChin
Tropas afegãs de elite contra o Talibã. NewsChin

Oficialmente, há 2.500 soldados americanos no Afeganistão, embora o número flutue e atualmente seja cerca de 1.000 a mais do que isso. Há também mais 7.000 forças estrangeiras na coalizão, a maioria delas tropas da OTAN.

As dezenas de ataques recentes contra civis e militares afegãos mostram a correta incerteza e desarmonia que a retirada total das tropas americanas trarão ao Afeganistão, mesmo que o apoio estratégico com financiamento de tropas, treinamento e aporte bélico permaneça.

200 Peacekeepers soldiers sent to South Sudan - Gambeta News
Tropas chinesas no Sudão do Sul. News.CN

Recentemente o colunista Felipe Moretti ao site Área Militar mostrou em artigo a possibilidade da China marcar presença local com tropas de paz após a saída dos EUA e, consonante a isso, os próprios chineses e também canadenses foram avessos a este desmonte militar americano.

Para o General canadense Andrew Leslie, o desmonte militar americano é um “erro” que pode levar a um futuro sombrio para o povo afegão.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!