HomeGuerra de InformaçãoAs 10 dicas valiosas para evitar Ciberataque russo e americano

As 10 dicas valiosas para evitar Ciberataque russo e americano

As maiores dicas valiosas de especialistas para tornar sua experiência na internet melhor e mais segura.

O ano de 2021 foi conturbado, a segurança cibernética se tornou uma das principais pautas de discussão em governos de grandes potências pelo cenário de ataques cibernéticos em elevada escala, tanto contra dados governamentais secretos quanto de empresas privadas estratégicas, essa tempestade de ciberataques ultrapassou a vertente institucional e atingiu pessoas comuns.

Um ataque cibernético é uma exploração deliberada de seus sistemas e/ou rede. Os ataques cibernéticos usam código malicioso para comprometer seu computador, lógica ou dados e roubar, vazar ou manter seus dados como reféns.

Todos nós já ouvimos falar de empresas pagando resgates de dados sequestrados ou até mesmo saindo do mercado por causa de um simples hack em seus sistemas.

Existem simplesmente muitas ameaças por aí que nos impede de ignorar os riscos, de ransomware a phishing. A prevenção é fundamental e grandes empresas atuam para prevenir esses ataques letais.

Denis Balibouse/Pool Photo via AP

A prevenção de ataques cibernéticos é essencial para todos os negócios e organizações. Para isso existem 10 dicas de ouro importantes para se evitar ciberataque principalmente de nações responsáveis por essas atividades, como Rússia e EUA.

Até o final de 2021, o cibercrime deve custar ao mundo US$ 6 trilhões. Em 2025, esse número aumentará para US$ 10,5 trilhões devido a interdependência global pela rede mundial.

O mercado global de segurança da informação deve crescer para US$ 170,4 bilhões em 2022 para lidar com a crescente projeção de crimes cibernéticos, e 61% dos profissionais de segurança cibernética acreditam que sua equipe de segurança cibernética tem pessoal insuficiente para conter as ofensivas.

A dica número 1 se trata da forma mais comum dos atores cibernéticos acessarem os dados, os links fraudulentos.

Geralmente as empresas e organizações recebem e-mails que se passam por funcionários da própria empresa ou de organização legítima, solicitando dados pessoais ou acesso a determinados arquivos.

Os links muitas vezes parecem legítimos para um olho não treinado e é fácil cair na armadilha.

Antes de tudo é necessário verificar os links antes de clicar, observar os endereços de e-mail e usar o bom senso antes de enviar informações confidenciais. Se um pedido parecer estranho, provavelmente é ilícito.

O canal Área Militar recebe diariamente e-mail maliciosos de indivíduos querendo parceria e oferecendo de US$ 1.000 a US$ 5.000 dólares por vídeos no canal, e logo em baixo um link para mais informações do possível projeto. Para um ganancioso o e-mail é uma Las Vegas da vida, triste engano, é o seu cemitério.

A dica número 2 se baseia na exploração de hackers nas fraquezas dos sistemas de Firewall na obtenção de acesso à sua rede de dados. Uma vez que eles estão dentro, tarde demais para tomar medidas preventivas.

Para neutralizar isso, é inteligente investir em um gerenciamento de patch sistema que irá gerenciar todas as atualizações de software e sistema, mantendo seu sistema resiliente e atualizado contra qualquer tipo de arquivos ilícitos.

Manter seu antivírus atualizado é essencial.

A dica número 3 visa a proteção de redes conectadas remotamente a dispositivos móveis, tablets e laptops que são conectados a redes corporativas, para barrar isso, é importante softwares conhecidos como Endpoints que bloqueiam caminhos de acesso para ameaças de segurança.

A dica número 4 mostra que diariamente surgem diferentes tipos de violações de dados sofisticados e até aqueles antigos ressurgem de forma mascarada e vingativa.

Prevenir os ataques cibernéticos barrando a artilharia de diferentes tipos de violações nunca será fácil, é preciso instalar na rede de dados de sua casa ou empresa um firewall, é uma das maneiras mais eficazes de se defender.

Um sistema de firewall irá bloquear qualquer ataque de força bruta feito na rede e/ou sistemas antes que possa causar qualquer dano.

A dica número 5 é, faça backup de seus dados! No caso de um desastre, geralmente um ataque cibernético, você deve fazer backup de seus dados para evitar sérios períodos de inatividade, perda de dados e, como supracitado, graves perdas financeiras que direciona a falência.

A dica número 6 está mais relacionada ao controle de acesso físico e as pessoas que trabalham em uma empresa ou até mesmo em seu domicílio.

Acredite ou não, um dos ataques mais comuns pode ser físico, e tendo controle sobre quem pode acessar a rede é realmente muito importante.

Alguém pode simplesmente entrar em seu escritório ou empresa e conectar uma Chave USB contendo arquivos infectados em um de seus computadores, permitindo que eles acessem ou infectem toda a sua rede.

Ter um sistema de segurança de perímetro instalado é essencial.

A dica número 7 está se tornando viral. Muitas empresas ou casas deixam seus wi-fis abertos para visitantes, um péssimo costume.

Nunca empreste seu carro para uma pessoa que não é de confiança ou desconhecida, talvez já deva ter ouvido isso. Com o wi-fi é a mesma coisa.

E esse é exatamente o perigo, qualquer dispositivo pode ser infectado ao se conectar a uma rede, e caso esse dispositivo infectado se conectar a rede da sua empresa, todo o seu sistema corre sério risco.

A saída é proteger suas redes wi-fi com criptografias ao nível máximo e ocultá-las, somente você poderá liberar para quem desejar.

Apesar do texto ser longo, é importante o leitor absorver essas dicas valiosas.

A dica número 8 se relaciona com acesso pessoal, seja no trabalho ou em casa. Cada funcionário precisa de seu próprio login para cada aplicativo e programa.

Vários usuários se conectando sob a mesma credencial podem colocar sua empresa em risco, dependendo do nível de importância de cada um.

Ter logins separados para cada membro da equipe ajudará a reduzir o número de frentes de ataque.

A dica número 9 se preocupa com o Gerenciamento de acesso. Um dos riscos para o proprietário de uma empresa é a instalação de software em dispositivos de propriedade da empresa que pode comprometer seus sistemas.

Geralmente hospitais, bancos e setores públicos precisam criar perfis de administrador e acesso restrito que bloqueia determinada equipe de instalar ou mesmo acessar certos dados, páginas na internet e software.

 BILL STAFFORD

Por fim a dica número 10. Este artigo serve mais como um conselheiro do que uma regra absoluta, já que o Área Militar ou qualquer instituição, seja a CIA ou a NASA estão a todo o momento expostos às invasões cibernéticas.

Para se evitar o mais básico das invasões é essencial possuir diferentes senhas configuradas para cada aplicativo que você usa, e alterá-las frequentemente manterá um alto nível de proteção contra ameaças externas e internas.

Ter a mesma senha configurada para tudo pode ser perigoso. Depois que um hacker descobre sua senha, passa ter acesso a tudo e a todos do sistema e a qualquer aplicativo que você ou sua empresa utiliza.

Com informações complementares Leaf, Packet Labs, Felipe Moretti


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!