Brasil, País governado pelo narcotráfico: Força Nacional é roubada por traficantes no RJ

Força Nacional é roubada por traficantes no RJ. Duas pistolas 9 mm, quatro carregadores e 14 munições foram recuperadas pela Polícia Militar.

Na tarde de ontem, 28 de novembro, policiais militares da Força Nacional, vinculados às polícias de Alagoas e do Acre, deslocavam-se com sua viatura descaracterizada quando adentraram incorretamente no Complexo do Chapadão, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Os policiais haviam parado a viatura em um posto de gasolina na Via Dutra e, ao saírem do local, buscaram retornar à sua base no Campo dos Afonsos, Zona Oeste.

Segundo consta no boletim de ocorrência, os policiais seguiam as coordenadas de um determinado aplicativo de navegação quando foram direcionados incorretamente para a rua Fernando Lobo, no Complexo do Chapadão.

Rua Fernando Lobo. Fonte: Google Maps (street view mode).

Logo que adentraram na base do complexo, os policiais foram dentificados por criminosos locais, não houve reação ou tiroteio. Os criminosos roubaram duas armas calibre 9 mm, quatro carregadores e dezenove munições, em seguida liberaram as vítimas.

Segundo histórico documentado, a Força Nacional está em operação no Rio de Janeiro desde outubro, seguindo determinação do Ministério da Justiça, com um contingente de ao menos 300 homens e mulheres e 80 viaturas.

A presença dos militares sob coordenação da Uniãoo foi autorizada após pedido do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), em meio ao aumento da violência no estado.

A orientação é para que a Força Nacional atue em operações nas rodovias, sob a forma progressiva da Polícia Rodoviária Federal, impeça a entrada de armas e drogas. Além disso, o Rio de Janeiro conta com uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) das Forças Armadas que deve durar até maio de 2024 com o objetivo de auxiliar o estado no combate à crise na segurança pública.

A caça aos armamentos roubados

A Polícia Militar do Rio iniciou uma operação ainda no início da noite de terça-feira (28) objetivando recuperar os armamentos roubados dos policiais da Força Nacional. Conduzida pelo 41° Batalhão de Polícia Militar de Irajá, policiais militares do 2° Comando de Policiamente de Área (CPA) com apoio de veículo blindado obtiveram êxito na busca e recuperação das duas pistolas calibre 9mm, quatro carregadores e dezenove munições na Rua Dona Elisa.

41° BPM Irajá, Rio/2° CPA.

Segundo o índice nacional de homicídios divulgado pelo blogue G1, o Estado do Rio de Janeiro registrou alta de 17,3% no número de assassinatos nos primeiros seis meses de 2023 em relação ao mesmo período do ano passado.

Foram contabilizados ao menos 1.790 assassinatos só no 1º semestre de 2023, contra 1.526 registrados entre janeiro e junho (mesmo período) de 2022. A alta é a segunda maior do país, atrás apenas do Amapá (65,1%).

A Força Nacional “tapa buraco” criada em 2004

Inspirada no modelo da Organização das Nações Unidas (ONU) de intervenção para a paz, a Força Nacional de Segurança Pública foi criada por decreto em 2004, durante o governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e constitui um programa de cooperação entre os estados brasileiros e o governo federal.

O Ministério da Justiça e da Segurança Pública é o órgão do executivo pela qual está vinculada a Força Nacional, tendo como propósito auxiliar os entes federativos em “atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública, à segurança das pessoas e do patrimônio, atuando também em situações de emergência e calamidades públicas”.

A Força Nacional não faz parte das Forças Armadas, e é composta por policiais militares, bombeiros militares, policiais civis e profissionais de perícia dos estados. Ou seja, os integrantes da força não são funcionários do governo federal, mas agentes de segurança dos estados que são selecionados pela União e passam por cursos de instrução. Assim, esses agentes ficam à disposição do governo federal e podem ser cedidos por até dois anos.

Patrocinado por Google

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading