HomeEuropaBulgária suspeita de 6 russos em explosões de depósito de armas

Bulgária suspeita de 6 russos em explosões de depósito de armas

Agentes russos são os principais suspeitos de ataques em fábricas de munição e envenenamento na Bulgária

Promotores búlgaros relacionaram seis cidadãos russos a uma série de explosões em fábricas de munições e armas em seu território, informou a mídia do sudeste europeu nesta quarta-feira, 28 de abril.

A porta-voz da Procuradoria-Geral da República, Siika Mileva, disse que os quatro incidentes ocorridos há uma década podem estar relacionados à tentativa de envenenamento do traficante de armas búlgaro Emilian Gebrev em 2015.

Três cidadãos russos suspeitos de trabalhar para a agência de inteligência militar GRU são procurados em conexão com o envenenamento de Gebrev, disse Mileva em uma entrevista coletiva. Três outras pessoas teriam estado na Bulgária na época da tentativa de envenenamento e das explosões – uma das quais ocorreu em 2011, duas em 2015 e uma no ano passado.

As armas e munições em todas as quatro explosões foram destinadas à exportação para a Ucrânia ou a Geórgia, informou a Agência de Notícias Búlgara, citando promotores búlgaros.

“As evidências coletadas levam à conclusão de que o objetivo das ações dos cidadãos russos era interceptar o fornecimento de produtos militares para a Geórgia e a Ucrânia”, disse a agência de notícias.

Blast in Bulgarian ammunition plant kills 1, injures 4

A promotoria búlgara disse que tem trabalhado com as autoridades tchecas para estabelecer uma ligação entre os quatro atentados e a explosão mortal no depósito de armas de 2014 em território tcheco, que levou a uma grande precipitação entre Praga e Moscou.

Praga acusou os serviços especiais russos de envolvimento nas explosões, desencadeando uma série de expulsões diplomáticas envolvendo outros membros da UE e da OTAN no leste e centro da Europa que continuaram na quarta-feira.

O Kremlin negou as acusações como absurdas, com o ministro das Relações Exteriores da Rússia sendo o último a ridicularizá-las – e a disputa doméstica do governo tcheco entre seu presidente pró-Rússia e o governo pró-UE – como “esquizofrenia”.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, na quarta-feira, também zombou das acusações da Bulgária, dizendo que Sofia “evidentemente quer superar os tchecos”.

The Moscow Times, Bellingcat Investigation Team, via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!