HomeEUACarros Sobre Lagartas Anfíbios dos Fuzileiros Navais Americanos voltam ao mar após...

Carros Sobre Lagartas Anfíbios dos Fuzileiros Navais Americanos voltam ao mar após a morte de 9 soldados

Os fuzileiros navais americanos estão treinando em veículos de assalto anfíbios pela primeira vez desde que 9 soldados morreram

A origem dos veículos de transporte de tropas anfíbios sobre lagartas (CLANF) modernos pode ser datada entre as décadas de 1920 e 1930, quando os estrategistas do Corpo de Fuzileiros Navais Americanos, preparando-se para uma eventual guerra no Pacífico contra o império japonês, consideraram o problema central representado por desembarques anfíbios em mar aberto, especificamente, como a entrega de tropas de assalto anfíbias a uma costa defendida por inimigos e com força suficiente para estabelecer uma cabeça de ponte segura e continuar lutando no interior, como ao visto durante as incursões do Dia D na Normandia, durante a Segunda Guerra Mundial.

Para ajudar a resolver o problema, o Corpo de Fuzileiros Navais recorreu ao Alligator, um veículo de resgate anfíbio construído pela primeira vez em 1935 por Donald Roebling, um descendente da família de engenheiros fundada por John Augustus Roebling, a partir daí diversas classes de variantes surgiram, sempre aperfeiçoadas com base nos erros e fraquezas dos dispositivos anteriores.

Na atualidade, os fuzileiros navais americanos estão treinando em veículos de assalto anfíbios pela primeira vez desde que nove (9) soldados morreram quando um dos transportadores de tropas afundou na costa do sul da Califórnia durante um exercício em 2020.

A frota de veículos de transporte de tropas sobre lagartas, conhecidos em inglês como Assault Amphibious Vehicle (AAV), do Corpo de Fuzileiros Navais havia sido suspensa de todo o treinamento aquático após o acidente mortal em 30 de julho de 2020, perto da Ilha de San Clemente, Califórnia.

O jornal Orange County Register informou no sábado, 17 de abril, que os fuzileiros navais de Camp Pendleton, Califórnia, retomaram os exercícios de recuperação de água e transferência de tropas (sem tropas).

Veículo de transporte de tropas anfíbio sobre lagartas R7-A1. Tech. Sgt. Michael Holzworth

Em 13 de abril, os fuzileiros navais treinaram em recuperação de água em terra e transferência de tropas, e mais tarde dirigiram os veículos na bacia de Del Mar. O treinamento também incluiu “uma revisão das lições aprendidas com a tragédia de julho, bem como com acidentes anteriores de AAV”, de acordo com o Register.

O uso de veículos blindados para transportar tropas de um navio para a costa e de volta – o que estava fazendo o AAV que afundou em 2020 – ainda é proibido, disse o jornal. Os fuzileiros navais foram “informados sobre as atualizações dos procedimentos operacionais padrão para o veículo e foram obrigados a passar por um teste de conhecimento antes de serem autorizados a participar de operações aquáticas”.

Uma investigação do comando do Corpo de Fuzileiros Navais disse que o acidente foi causado por treinamento inadequado, manutenção precária dos veículos de assalto anfíbios e falta de julgamento dos comandantes. Uma investigação do Naval Safety Center ainda não foi concluída.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!