Ciência e Tecnologia – A China mostrou um modelo da futura espaçonave para pousar astronautas na Lua (vídeo)

A China planeja enviar dois astronautas à Lua até 2030.

Num evento chamado “Exposição de Conquistas do Programa Espacial Tripulado da China”, inaugurado em Xangai, a China mostrou modelos de foguetes e naves espaciais que o país está desenvolvendo para enviar seus astronautas à Lua, escreve. Espaço.

Em foco. Surgiram tecnologias Canal de telegrama. Inscreva-se para não perder as últimas e emocionantes notícias do mundo da ciência!

A exposição apresenta o veículo de lançamento Longa Marcha 10, o módulo de pouso que transportará dois astronautas da órbita até a Lua e uma nova espaçonave tripulada.

Importante

SpaceX enviará módulo privado com carga da NASA para a Lua: por que essa missão é importante (foto)

O veículo de lançamento Long March 10 é baseado no atual veículo de lançamento chinês Long March 5. A espaçonave de próxima geração herda a tecnologia da atual espaçonave Shenzhou da China, que transporta astronautas para a estação espacial Tiangong.

Segundo o designer Fan Ping, da Academia de Tecnologia Espacial de Xangai, citado na mídia chinesa, o desenvolvimento do módulo lunar e da nova espaçonave aproveitou tecnologias anteriores. Um veículo lunar tripulado também está sendo desenvolvido.


Tela cheia

Modelo de base chinesa na Lua

Foto: space.com

A China já conseguiu enviar três missões robóticas bem-sucedidas à Lua, chamadas Chang’e 3, Chang’e 4 e Chang’e 5. O último aparelho de pouso, como já escrito Foco, há 2 anos descobri água pela primeira vez na Lua. Em maio deste ano, como já escrevi Foco, a China enviará o módulo de pouso Chang’e-6 à Lua, que pousará no outro lado da Lua e coletará amostras de rochas locais pela primeira vez na história. Depois disso, será trazido à Terra para estudo. A propósito, o módulo de pouso Chang’e-5 coletou amostras na Lua em 2020, mas no seu lado visível, e os cientistas ainda as estudam.

Quanto à missão tripulada chinesa à Lua, que deverá ocorrer no final desta década, está a ser contrariado o lançamento de dois veículos de lançamento da Longa Marcha 10. Um lançará um módulo de pouso ao espaço e o segundo lançará uma espaçonave com astronautas chineses.

A acoplagem da nave e do módulo ocorrerá em órbita ao redor da Lua, após o que dois astronautas entrarão no módulo de pouso e irão para a superfície do satélite terrestre. Dentro de 6 horas, os astronautas devem coletar amostras de rochas locais e realizar vários estudos científicos.

De acordo com os planos da China, após o pouso bem-sucedido dos astronautas na Lua, começarão os trabalhos de construção de uma base lunar chamada Estação Internacional de Pesquisa Lunar. Sabe-se que Venezuela, África do Sul, Azerbaijão, Paquistão, Egipto, Federação Russa e Bielorrússia já aderiram ao projecto.

Como eu já escrevi Foco, o módulo de pouso SLIM construído no Japão só foi capaz de operar na Lua por 3 dias antes de desligar. Mas os cientistas esperam que ele consiga sobreviver à noite fria de luar e comece a trabalhar novamente. Em pouco tempo, segundo cientistas japoneses, o SLIM coletou muitos dados valiosos, mas cujo estudo já começou. O módulo enviou também fotografias da superfície lunar, nomeadamente do território que se situa próximo do local de aterragem.

Também Foco escreveu que um asteróide de quase 300 metros está se aproximando da Terra. Esta pedra será a mais próxima do nosso planeta em mais de 100 anos e da próxima vez isso acontecerá apenas no final do século XXII. Você também pode monitorar online a aproximação do asteróide ao nosso planeta.

Patrocinado por Google

1 COMMENT

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading