Ciência e Tecnologia – A resposta estava bem debaixo dos nossos pés: um detalhe oculto revelado sobre a origem da vida

Os cientistas descobriram um composto único nas entranhas da Terra, que permitiu desvendar um dos principais mistérios do surgimento da vida na Terra e imaginar as condições em que ela se originou.

Nas profundezas das rochas antigas da Terra, os cientistas descobriram pequenos cristais que podem revelar os segredos da origem da vida. Pesquisadores da Universidade da Austrália Ocidental e da Universidade de Cambridge fizeram uma descoberta inovadora em rochas de 3,5 bilhões de anos encontradas na região de Pilbara, na Austrália Ocidental. A área, conhecida pela sua crosta terrestre primitiva bem preservada, descobriu minerais que podem explicar por que o fósforo é tão importante para a vida e como os primeiros blocos de construção do RNA podem ter sido montados nas profundezas subaquáticas, escreve Alerta Ciência.

Foco.A tecnologia tem seu próprio Canal de telegrama. Inscreva-se para não perder as últimas e emocionantes notícias do mundo da ciência!

Usando técnicas avançadas de imagem, a equipe descobriu minerais inesperados nessas rochas antigas. Entre a típica mistura de quartzo e hematita que dá às rochas de Pilbara sua característica tonalidade vermelha, encontraram nanocristais de verdealita, mineral rico em ferro, silício e oxigênio. Esta greenalita, que se acredita ter se originado de fontes hidrotermais há bilhões de anos, tem uma estrutura única com ranhuras que poderiam ajudar a alinhar os componentes necessários para formar o RNA, uma molécula essencial para a vida.

Acredita-se que as fontes hidrotermais, conhecidas pelas suas condições extremas e riqueza química, tenham sido um terreno fértil para as primeiras formas de vida. As águas quentes e ricas em minerais eram ideais para o desenvolvimento de reações químicas complexas, possivelmente incluindo a formação das primeiras moléculas de vida.

Além disso, a presença de fluorapatita, um mineral que contém fósforo, entre rochas antigas esclarece um mistério de longa data. Apesar da sua raridade nos oceanos modernos, o fósforo é um elemento-chave em muitas estruturas biológicas, incluindo o ADN. As descobertas sugerem que as fontes hidrotermais podem ter sido uma fonte significativa de fósforo nos primeiros oceanos, fornecendo uma explicação plausível para o seu rico papel na química da vida.

A descoberta não só fornece informações sobre as condições em que a vida pode ter se originado, mas também destaca as complexas interações de minerais e moléculas orgânicas no início da história da Terra. Estudar abre novas possibilidades para a compreensão das origens da vida e do papel único da geologia da Terra no fornecimento dos ingredientes necessários para que ela prospere.

Anteriormente Foco escreveu sobre como as impressões digitais são formadas nas mãos. Um novo estudo mostrou que três moléculas sinalizadoras são responsáveis ??pela formação de impressões digitais humanas.

Também Foco escreveu que os cientistas descobriram um mecanismo no cérebro que nos permite compreender frases complexas e outras línguas. Uma pesquisa inovadora esclareceu como duas redes cerebrais trabalham juntas para decifrar frases complexas, abrindo caminho para uma melhor compreensão da aquisição da linguagem. Seus dados poderiam ser usados ??para combater a dislexia.

Patrocinado por Google

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading