Ciência e Tecnologia – Arauto das próximas epidemias. Cientistas desenvolveram um método para a detecção precoce de infecções virais

A nova descoberta pode ajudar os médicos a detectar infecções virais, incluindo o vírus que causa a COVID-19, mesmo antes dos pacientes desenvolverem sintomas graves.

O vírus COVID-19 se espalhou pelo mundo e afetou muitas pessoas. Embora tenhamos algumas maneiras de diagnosticá-lo, estamos sempre trabalhando para encontrar ferramentas mais rápidas e eficientes. Um novo estudo que faz exatamente isso analisa a resposta metabólica do corpo quando infectado por um vírus como o COVID-19. Notícias médicas.

Foco.A tecnologia tem seu próprio Canal de telegrama. Inscreva-se para não perder as últimas e emocionantes notícias do mundo da ciência!

Quando as pessoas são infectadas com o vírus COVID-19, sabe-se que ocorrem alterações no sangue das pessoas em certos produtos químicos conhecidos como biomarcadores, o que ajuda os médicos a acompanhar o progresso da doença. O novo estudo analisou mais de perto marcadores semelhantes, mas desta vez na urina.

Usando métodos de última geração, os cientistas analisaram amostras de urina de pacientes e de pacientes não-COVID-19. Eles procuravam moléculas específicas, algumas das quais são produzidas naturalmente pelo nosso corpo para combater vírus.

Os resultados do estudo foram surpreendentes: 10 moléculas específicas, os chamados análogos de nucleosídeos, foram encontradas na urina de pacientes infectados. Além disso, oito deles revelaram-se completamente novos para a ciência neste contexto, o que significa que temos muito mais meios de proteção no nosso arsenal do que pensávamos anteriormente.

Essas moléculas não foram encontradas apenas no estudo, elas estavam diretamente ligadas às defesas naturais do corpo contra os vírus. Além disso, os níveis destas moléculas foram significativamente mais elevados em pessoas com COVID-19 do que em pessoas sem infecção. Isto sugere que testar a presença destas moléculas pode ser uma forma fiável de determinar se uma pessoa está infectada com o vírus. Além disso, o nível dessas moléculas mudou ao longo do tempo, o que permite avaliar a progressão e a gravidade da doença.

Este não é apenas um estudo científico interessante abertura. Tem implicações práticas muito reais. A presença destas moléculas pode servir como um sistema de alerta precoce. Em vez de esperar até que os sintomas graves apareçam, os médicos serão capazes de detectar e tratar infecções virais muito mais cedo, facilitando a vida dos pacientes e as suas hipóteses de recuperação total.

Simplificando, imagine que seu carro tem uma nova luz no painel que acende não quando o motor está quebrado, mas quando começa a apresentar sinais de desgaste. É uma espécie de alerta, permitindo que você se prepare e tome as medidas necessárias antes que a situação piore.

Apesar da importância da descoberta, os cientistas ainda têm muito trabalho pela frente. O objetivo é compreender melhor essas moléculas e então desenvolver ferramentas ou testes para detectar esses sinais precoces de infecções virais. Embora a pesquisa esteja atualmente focada no COVID-19, a mesma técnica também pode ajudar com outros vírus.

À medida que enfrentamos problemas de saúde em todo o mundo, o surgimento de um novo método para a detecção precoce de problemas é uma boa notícia. Talvez os surtos de futuras pandemias possam ser eliminados pela raiz, descarregando os já sobrecarregados sistemas de saúde em todo o mundo.

Anteriormente Foco escreveu sobre uma nova maneira de testar o câncer em casa, que requer apenas um teste. Os pesquisadores acreditam que a nova tecnologia ajudará a diagnosticar o câncer em um estágio inicial.

Também Foco escreveu sobre o efeito prejudicial do isolamento durante a pandemia de Covid-19 em bebês nascidos nesta época. Criada entre quatro paredes, a geração mais jovem do planeta, apelidada de “filhos da pandemia”, está finalmente vindo à tona com passos sociais incertos.

Este material é apenas para fins informativos e não contém conselhos que possam afetar sua saúde. Se você tiver problemas, entre em contato com um especialista.

Patrocinado por Google

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading