Ciência e Tecnologia – Relaxe em silêncio: como lidar com a alta sensibilidade a sons altos

O ambiente ao nosso redor está constantemente repleto de uma variedade de sons, mas para alguns eles podem causar literalmente uma dor de cabeça. Os cientistas explicaram como você pode evitar problemas de saúde causados ??por ruídos altos e irritantes.

O mundo é um lugar barulhento e, para cerca de 20% de nós, o ruído de fundo alto pode ser opressor. Não estamos falando daqueles que simplesmente preferem o silêncio ao ambiente barulhento de uma cafeteria, mas daqueles para quem o ruído do dia a dia, como o zumbido de uma geladeira ou o barulho do trânsito, se torna uma verdadeira tortura. Para alguns, esses sons podem desencadear uma resposta ao estresse difícil de suprimir, levando a possíveis problemas de saúde, como enxaquecas, ansiedade e muito mais. Para quem se enquadra na categoria de pessoas que sofrem fisicamente com o ruído, escreve sobre como lidar com esse problema de ruído Com fio.

Foco.A tecnologia tem seu próprio Canal de telegrama. Inscreva-se para não perder as últimas e emocionantes notícias do mundo da ciência!

Cientistas e médicos estudaram profundamente o impacto do ruído na nossa saúde e descobriram que não só pode levar à perda auditiva, mas também contribui para o desenvolvimento de doenças cardíacas, distúrbios do sono e distúrbios mentais. Esta ideia não é nova: na década de 1970, o governo dos EUA tratava o ruído como qualquer outro poluente, mas com o desenvolvimento de tecnologias como os auscultadores e o aumento dos níveis de ruído nas cidades, o problema tornou-se ainda mais premente. A exposição regular a ruídos acima de 75 decibéis (o nível de um cortador de grama) pode danificar seus ouvidos e, quanto mais alta e prolongada for a exposição, pior será para nós a longo prazo. No total, uma em cada cinco pessoas está exposta à percepção dolorosa de ruído, como mostra estudaro que torna esse problema bastante comum.

Felizmente, as pessoas sensíveis ao ruído têm cada vez mais meios de proteção. Fones de ouvido com cancelamento de ruído podem fazer uma grande diferença, abafando o ruído da vida cotidiana. Opções ainda mais personalizadas, como tampões de ouvido de precisão projetados para músicos, ajudam a reduzir os níveis de ruído sem perturbar muito a paisagem sonora geral. Além dos dispositivos pessoais, ajustar o espaço de vida e de trabalho também pode ajudar. Coisas como pisos com absorção de som, uso estratégico de móveis estofados e até tratamentos especiais de parede podem ajudar a reduzir os níveis de ruído.

Estas ideias e inovações oferecem um vislumbre de esperança a todos os que estão sobrecarregados com o barulho da vida moderna. Não se trata apenas de fugir do ruído, trata-se de compreender como ele nos afeta e encontrar formas de mitigar esse impacto. À medida que aprendemos mais sobre o impacto do som no nosso bem-estar, a procura do silêncio torna-se mais do que apenas uma preferência pessoal, mas um imperativo de saúde pública.

Anteriormente Foco escreveu que os cientistas identificaram uma conexão entre perda auditiva e alterações no cérebro. Um novo estudo traça um paralelo claro entre as alterações na fala, na linguagem e no processamento do som em pessoas com mais de 70 anos de idade.

Também Foco escreveu sobre um avanço no tratamento da síndrome de Usher, permitindo a restauração da visão e da audição. Os pesquisadores acreditam que a nova tecnologia ajudará a curar a doença genética debilitante.

Este material é apenas para fins informativos e não contém conselhos que possam afetar sua saúde. Se você estiver enfrentando problemas, entre em contato com um especialista.

Patrocinado por Google

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading