Ciência e Tecnologia – Segredos das relações íntimas no manuscrito Voynich: o que os cientistas decifraram no misterioso livro (foto)

Durante séculos, o manuscrito Voynich intrigou os cientistas. Cheio de ilustrações misteriosas, de corpos celestes a figuras nuas, e textos criptografados, guardava seus segredos. No entanto, os pesquisadores acreditam ter resolvido um deles.

O manuscrito Voynich contém imagens de estrelas e planetas, plantas, símbolos do zodíaco, mulheres nuas e líquidos azuis e verdes. Os historiadores acreditam que este manuscrito medieval tardio foi escrito por cinco pessoas diferentes e seus segredos ainda não foram revelados. escreve Alerta Ciência.

Foco.A tecnologia tem seu próprio Canal de telegrama. Inscreva-se para não perder as últimas e emocionantes notícias do mundo da ciência!

Um estudo recente oferece uma hipótese incomum em relação ao conteúdo do manuscrito. As co-autoras Michelle L. Lewis e outro pesquisador especulam que o manuscrito Voynich pode aprofundar o tema do sexo, concentrando-se particularmente na concepção.

Tela cheia

O manuscrito Voynich contém imagens de estrelas e planetas, plantas, símbolos do zodíaco, mulheres nuas e líquidos azuis e verdes.

Foto: Wikipédia

Ao estudar as origens do manuscrito, os pesquisadores encontraram evidências de que ele remonta ao final do século XV. Especificamente, a datação por carbono dos materiais dá 95% de chance de que as peles usadas para fazer o manuscrito tenham vindo de animais que morreram entre 1404 e 1438. As imagens e o contexto cultural indicam que pode ter se originado nas regiões do sul da Alemanha ou do norte da Itália.

Entre suas páginas estão imagens de mulheres nuas segurando objetos perto de suas partes íntimas, diferentemente dos típicos livros de ervas ou manuscritos astronômicos. Para desvendar essas ilustrações misteriosas, os cientistas mergulharam no mundo da ginecologia e sexologia da Idade Média tardia.

Uma das figuras-chave em sua pesquisa foi Johannes Hartlieb, um médico bávaro da época. Os escritos de Hartlieb cobriram uma variedade de tópicos, incluindo plantas, astronomia e saúde da mulher. Ele também recomendou o uso de “letras secretas” (como cifras, alfabeto secreto, etc.) para ocultar prescrições médicas e procedimentos que poderiam levar à contracepção, ao aborto ou à infertilidade.

Manuscrito Voynich, mistério medieval, texto codificado, ginecologia, sexologia, criptografia histórica, medicina medieval, história

Tela cheia

Entre suas páginas há imagens de mulheres nuas

Foto: Wikipédia

Por exemplo, Hartlieb tinha um forte medo de que os “segredos das mulheres” se tornassem amplamente conhecidos. Ele temia que seus escritos pudessem encorajar casos extraconjugais e que Deus o julgasse se isso acontecesse.

O estudo também lança luz sobre a censura generalizada relacionada à ginecologia e sexologia no final da Idade Média. Exemplos de textos criptografados, autocensura por parte dos autores e remoção deliberada de conteúdo por parte dos censores destacam as atitudes predominantes em relação a esses tópicos.

A mais longa era uma cifra de 21 linhas do norte da Itália medieval, que criptografava uma receita com usos ginecológicos, incluindo o aborto. Os censores muitas vezes ocultavam apenas algumas palavras, geralmente termos ou nomes de plantas em receitas, mas às vezes arrancavam páginas ou seções inteiras.

Importante

O milagre sonoro dos antigos gregos: os cientistas revelaram o segredo da acústica do teatro de Epidauro, na Grécia

Com base nesta evidência histórica, os pesquisadores oferecem uma interpretação das misteriosas ilustrações do manuscrito Voynich, concentrando-se particularmente na maior e mais perfeita ilustração complexa do manuscrito, conhecida como “Rosetas”.

Eles sugerem que esta ilustração simboliza a compreensão medieval da reprodução humana, incluindo elementos como a anatomia do útero, órgãos masculinos e femininos e representações simbólicas dos processos reprodutivos.

No final da época medieval, acreditava-se que o útero tinha sete câmaras e a vagina duas aberturas (uma externa e outra interna). Os pesquisadores acreditam que os nove grandes círculos na imagem representam esses buracos, sendo o círculo central o buraco externo e o círculo superior esquerdo o interno. Os oito círculos externos têm bordas lisas porque representam a anatomia interna, enquanto o círculo central tem uma borda moldada porque representa a anatomia externa.

Manuscrito Voynich, mistério medieval, texto codificado, ginecologia, sexologia, criptografia histórica, medicina medieval, história

Tela cheia

A ilustração das rosetas consiste em círculos, tubos, pontos, lâmpadas, passagens, castelos e muralhas da cidade

Embora grande parte do conteúdo do manuscrito permaneça enigmático, a interpretação proposta sugere limites para pesquisas futuras. Ao visualizar o manuscrito no contexto das crenças culturais e médicas da sua época, os investigadores esperam desvendar os seus segredos e decifrar o texto codificado.

Essencialmente, este estudo ilumina a intersecção entre história, medicina e criptografia, oferecendo novas perspectivas sobre um dos mistérios mais longos da história.

Anteriormente Foco escreveu sobre como o trabalho científico medieval influenciou a ciência moderna.

Também conversamos sobre como uma menina de 13 anos ajudou os arqueólogos durante as escavações de Verulamium. Embora as mulheres desempenhassem muitas vezes um papel decisivo na investigação, raramente eram mencionadas.

Patrocinado por Google

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS