HomeCláusula secreta na convocação de Putin permite um milhão de reservistas convocados
Array

Cláusula secreta na convocação de Putin permite um milhão de reservistas convocados

Os últimos relatórios da ordem de Putin sugerem a convocação total de reservistas em todo o País até a faixa etária de 52 anos.

Protestos e explosões emocionais na Rússia marcaram o primeiro dia completo da primeira mobilização da Rússia desde a Segunda Guerra Mundial.

Embora o presidente Vladimir Putin tenha falado de uma mobilização parcial, há indicações de que a Rússia poderia estar considerando muito mais do que 300.000 reservistas.

“Não é uma mobilização parcial, é uma mobilização de 100%”, disse a presidente da Free Buryatia Foundation. Apesar da retórica de mobilização geral ter vindo de uma opositora do governo de Vladimir Putin, os mais de 3.000 relatórios do Executivo (incluído no Ministério da Defesa), ou rascunhos de documentos, entregues no oblast da Buriácia indicam esta possibilidade.

Embora a Rússia tenha garantido que apenas homens que serviram recentemente no exército e tiveram experiência de combate serão convocados, indivíduos na Rússia apontaram vários casos de homens na faixa dos 50 anos recebendo avisos de convocação.

Uma mulher afirmou a mídias ocidentais que seu parente de 52 anos recebeu uma povestka, documento de convocação, pouco antes do alistamento ser anunciado no dia anterior.

Apesar disso, a idade se encaixa no quadro de alistamento, talvez a mulher não saiba da faixa etária de convocação da reserva.

Trata-se da faixa etária expansiva dos reservistas elegíveis incluindo soldados com menos de 42 anos, oficiais subalternos com menos de 47 anos, coronéis com menos de 57 anos e outros oficiais superiores com menos de 52 anos.

O ministro da Defesa, Sergey Shoigu, disse em um discurso televisionado que a Rússia teria como alvo 300.000 recrutas, principalmente aqueles com experiência militar recente.

No entanto, algumas pessoas consideram que a ordem assinada por Putin provavelmente terá um número muito maior. O jornal russo independente Novaya Gazeta estima o número em um milhão, um contingente que está dentro do quadro de reservas da Rússia.

Mesmo que a Rússia tivesse todo o equipamento, armas e motivação de que precisam, seria impossível obter 300.000 ou mais soldados treinados rapidamente para a batalha.

Só na Segunda Guerra os EUA estipularam um cronograma de treinamento de 16 semanas, com oito semanas de treinamento básico e oito semanas de treinamento de campo.

Segundo a TV Rain, todos os homens, absolutamente todos, receberam um aviso prévio em Moscou, isso inclui homens que nunca serviram no exército e que agora são obrigados a comparecer em seus centros de recrutamento locais.

Outro fator de conhecimento importante está na cláusula oculta, ou também entendida como secreta, no decreto de mobilização parcial do presidente russo, Vladimir Putin, que permite ao Ministério da Defesa convocar um milhão de reservistas, foi o que destacou uma fonte da administração presidencial familiarizada com o decreto.

O sétimo parágrafo do decreto é redigido e designado “para uso oficial”. O Kremlin negou o parágrafo, sustentando que 300.000 reservistas seriam convocados.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, chamou o relatório de “mentira”, segundo a agência de notícias estatal RIA , mas se recusou a divulgar o conteúdo do sétimo parágrafo do decreto.

Apesar disso, da última vez que a Rússia omitiu informações e mentiu providências estratégicas foi pouco antes de iniciar o conflito na Ucrânia, Peskov havia garantido que a Rússia não avançariam para dentro do país vizinho.

Russos e cidadãos estrangeiros estão abandonando a Rússia

Depois que Vladimir Putin anunciou uma mobilização de reservistas para a guerra da Rússia na Ucrânia, os preços dos voos internacionais partindo da Rússia esta semana dispararam e quase todos os voos saindo de Moscou ou São Petersburgo esgotaram durante o fim de semana.

AP Photo/Darko Vojinovic

Mas com as restrições do espaço aéreo em vigor e uma diminuição dramática nas opções de voos internacionais para viajantes russos desde fevereiro, para onde esses voos estão indo?

De acordo com a Fligh Radar 24, após o fechamento do espaço aéreo da UE para aeronaves russas e a proibição recíproca de aeronaves da UE pela Rússia, as opções de voos internacionais disponíveis para viajantes russos são limitadas.

Por uma ampla margem, o destino mais popular (ou ponto de trânsito) é a Turquia. Das mais de 75.000 partidas internacionais da Rússia até agora em 2022, 25% dos voos foram para a Turquia.

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!