HomeRússiaComo foi o teste de míssil de cruzeiro supersônico da Marinha russa...

Como foi o teste de míssil de cruzeiro supersônico da Marinha russa no Mar Negro?

Em 2014, a Rússia se apropriou da maior região estratégica militar e economicamente importante da Ucrânia, a Crimeia, estabelecendo aproximadamente 80% dos depósitos de petróleo e gás no Mar Negro e uma parte significativa da infraestrutura portuária da região após a anexação.

Na ocasião, Putin utilizou meios que mais detém conhecimento como ofensiva não bélica previamente à anexação, infiltrar líderes de manobras em massa para despertar o nacionalismo e a pertença do povo sobre a região da Crimeia, para assim causar protestos, movimentos de independência e o pedido de referendo.

Observando as crescentes incursões da OTAN na região e, principalmente, as últimas tendências de atritos pelo Leste Europeu, a Rússia intensificou a pesquisa e desenvolvimento de meios bélicos eficientes.

MilitaryRussia.Ru on Twitter: "3M70 / P-1000 Vulkan / SS-N-12 mod.2 SANDBOX  anti-ship missile with original and ordinary start booster systems (SRS)  https://t.co/8KFSl5ONDR #SSN12 #antishipmissiles #vulkan #npomash #missile  #coldwar… https://t.co ...

Assim, no final de abril, a Marinha russa pela primeira vez testou um míssil de cruzeiro supersônico anti-navio no Mar Negro, com as tensões ainda altas após o aumento de tropas russas perto da Ucrânia.

O cruzador de mísseis guiados Moskva lançou um míssil em direção à “extremidade oposta” do Mar Negro, de acordo com a cobertura da emissora Zvezda, dirigida pelo Ministério da Defesa. Um drone avistou os destroços de um navio inimigo simulado 100 segundos depois, acrescentou.

“Esses mísseis são a razão pela qual nosso cruzador é chamado de ‘matador de porta-aviões’”, disse um correspondente do Zvezda do convés durante o lançamento.

Image

O cruzador de mísseis Moskva da Frota do Mar Negro pela primeira vez na história recente disparou o míssil Vulkan com o sistema de mísseis principal Bazalt do navio nas águas do Mar Negro, ou seja, todo o compartimento do Bazalt foi assumido para o lançamento.

O P-1000 Vulkan é uma versão melhorada do míssil P-500 Bazalt da era soviética, com alcance de tiro relatado de 800 quilômetros, em comparação com os 550 quilômetros do Bazalt.

O correspondente do Zvezda disse que o Moskva já havia implantado seus sistemas de mísseis apenas durante missões de longo curso.

Na imagem acima é possível observar o lançamento do Vulkan do cruzador Moskva pertencente à Frota do Mar Negro, responsável também pelo Mar de Azov e Mar Mediterrâneo.

A Frota do Mar Negro testou o sistema na semana em que lançou exercícios de combate naval com fogo real com o Moskva, outros navios de guerra e helicópteros militares.

O Ministério da Defesa também disse na terça-feira que sua frota estava monitorando o navio da Guarda Costeira Americana USCG Hamilton, que entrou no Mar Negro para trabalhar com aliados da OTAN.

A Rússia alarmou o Ocidente e a Ucrânia nas últimas semanas com um aumento maciço de tropas ao longo da fronteira ucraniana e na Crimeia anexada, algumas das quais começaram a se retirar abruptamente na semana passada, não passava de exercícios planejados e pré-divulgados em resposta aos intensos exercícios da OTAN.

O Ministério da Defesa disse que reuniu seus militares em resposta ao comportamento ameaçador da OTAN, mas afirmou que sua retirada não foi causada por pressão externa.

O teste demonstrou mais uma vez a força russa em desenvolver equipamentos mais modernizados com relação a seus dispositivos antecessores, aprimorando o tempo e a distância do percurso.

Screenshot Russian Defense Ministry

Em 6 de abril, a Marinha Russa havia disparado pela primeira vez mísseis de cruzeiro Kalibr de longo alcance contra um alvo terrestre no Mar do Japão. A responsável pelo feito foi a fragata da Frota do Pacífico Marshal Shaposhnikov.

Zvezd, Russian Defense Ministry, The Moscow Time, via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!