HomeEuropaDefasagem? Espaço aéreo polonês sobre Varsóvia ainda é protegido pelos sistemas soviéticos...

Defasagem? Espaço aéreo polonês sobre Varsóvia ainda é protegido pelos sistemas soviéticos S-200

A imprensa polonesa decidiu discutir o sistema de defesa aérea do país. Note-se que, apesar das declarações ambiciosas do oficial de Varsóvia sobre os altos custos de atualização do exército, algumas armas ainda são modelos soviéticos, muitas vezes tendo esgotados seus recursos operacionais.

O Defense 24 escreve que a Polônia está tentando demonstrar como os recursos devem ser alocados em termos de atualização do sistema de defesa aérea nacional.

Por um lado, Varsóvia encomendou os sistemas American Patriot (modificação PAC-3 +), por outro lado, continua a reparar e manter sistemas de mísseis antiaéreos de fabricação soviética em prontidão de combate, como ao S-200.

AARON GOOD/MICHIGAN ARMY NATIONAL GUARD

Aos mesmo tempo que os céus de Varsóvia continuam a ser cobertos pelos complexos S-200 soviéticos, os sistemas Patriot foram encomendados no valor de US$ 4,75 bilhões.

A Polônia está traçando planos para gastar ainda mais no reequipamento do sistema de defesa aérea do país, incluindo o componente de armas combinadas.

Mais cedo, a Polônia anunciou que está pronta para alocar mais de US$ 30 bilhões para esses propósitos para o período até 2035. Além dos complexos Patriot, Varsóvia pretende comprar sistemas Israeli Spider.

Este é um sistema de defesa aérea de curto alcance, capaz de interceptar alvos aéreos a uma distância de no máximo 35 quilômetros. Hoje, esses complexos são operados em Cingapura, Azerbaijão e alguns outros países do mundo.

A propósito, a Polônia também vai comprar os caças americanos F-35 de quinta geração.

E contra esse pano de fundo, como eles escrevem na Polônia, pode surgir a ilusão de que um sistema de defesa antiaérea completamente novo está sendo construído no país, “mas não é assim”.

A brigada principal de proteção do espaço aérea sobre Varsóvia ainda está armada com os sistemas de defesa aérea S-200, que estão em serviço de combate há cerca de 40 anos, e parece não haver sinais de desapegos à medida que o sistema suporta as condições de ameaças regionais.

Top War, Defense24, via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!