HomeEuropaEgito: O que poderia comprar da França depois da aeronave Rafale?

Egito: O que poderia comprar da França depois da aeronave Rafale?

A indústria de guerra francesa poderia muito rapidamente ter sucesso na venda de mais sistemas de armas ao Egito, seguindo a ordem de 30 caças Rafale.

Egypt to buy 30 Rafale fighter jets from France for $4.5bn

Segundo a Defense News mediante declarações dos Ministérios da Defesa do Egito e da França nessa terça-feira, 04 de maio, o Egito comprou mais 30 aeronaves Rafale da França, contrato confirmado pela fabricante Dassault Aviation.

Ainda sob a fonte da Defense News, a nova aquisição do Egito complementa a primeira compra 24 Rafales há seis anos e aumentará sua frota para 54, tornando-se a segunda maior frota Rafale do mundo, depois da França, é claro.

A primeira aeronave deste novo contrato será entregue três anos após a entrada em vigor do contrato, de acordo com um comunicado do Ministério da Defesa francês.

Airbus e Cingapura desenvolverão aeronaves A330 com sistema automático de  reabastecimento aéreo - Cavok Brasil - Notícias de Aviação em Primeira Mão
Aeronave de transporte tático pesado A330 MRTT de Cingapura.

Segundo o La Tribune, esses planos incluem a construção de um satélite telescópico militar e duas aeronaves A330 MRTT, produzidas pela Airbus. Ao mesmo tempo, de acordo com a mesma fonte, o Egito comprou recentemente quatro sistemas de radar GM 400 da Thales.

A questão do satélite está nos planos do Cairo desde 2015, e os dois A330 MRTTs prometem estender o alcance dos caças da Força Aérea egípcia, particularmente o Rafale e os F-16s. Se o A330 MRTT for encomendado, será a primeira vez que o Egito terá esse tipo de aeronave.

Après la commande égyptienne, 2021 sera une année faste pour le Rafale |  Les Echos
Dassault Aviation – A. Pecchi

A Defense News segue discorrendo que o site investigativo sem fins lucrativos Disclose, o negócio dos Rafales, assinado em 26 de abril, vale quase € 4 bilhões (US$ 5 bilhões). O Ministério da Defesa egípcio disse que a compra seria financiada por meio de um empréstimo que seria reembolsado em pelo menos 10 anos, mas o governo não deu mais detalhes.

Ptisi Diastima, Defense News,


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!