Em primeiro lugar, o Japão prende executivo comercial russo por exportações ilegais – Relatórios

O Japão prendeu um executivo de uma empresa comercial russa suspeito de exportar ilegalmente mais de duas dúzias de produtos que poderiam ser convertidos para uso militar, informou a mídia japonesa. relatado Quarta-feira, acrescentando que é o primeiro caso deste tipo desde que a Rússia invadiu a Ucrânia, há mais de dois anos.

Andrei Sova, que dirige a empresa comercial Astrade em Osaka, teria exportado 27 itens no valor de 43 milhões de ienes (266 mil dólares) sem aprovação do governo, segundo o diário Yomiuri Shimbun.

Esses itens supostamente incluíam um motor de navio, quatro jet skis, um caminhão-reboque e uma motocicleta usada em janeiro de 2023.

O Japão proibiu as exportações de motores de navios e jet ski para a Rússia como parte das sanções impostas durante a invasão da Ucrânia em 2022. O Ministério do Comércio do Japão disse que os produtos podem ser convertidos para uso militar, escreveu o Yomiuri Shimbun.

Pesquisas policiais realizadas em Novembro revelaram que a Sova teria alegadamente enviado as mercadorias para o porto de Vladivostok, no Extremo Oriente, e estava a investigar a possibilidade de já terem sido convertidas para uso militar.

A publicação escreveu que Sova ocultou a Rússia como destino de exportação em documentos alfandegários.

Sova se recusou a comentar as acusações antes de consultar os advogados.

Esta é a primeira detenção do Japão por exportações não autorizadas para a Rússia desde que as nações ocidentais e os seus aliados impuseram sanções durante a guerra, escreve Yomiuri Shimbun.

Patrocinado por Google
Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading