HomeÁsiaEUA determinam que teste de míssil da Coreia do Norte prova a...

EUA determinam que teste de míssil da Coreia do Norte prova a necessidade de sanções TOTAIS contra a Coreia do Norte

O Departamento de Estado Americano voltou a defender a necessidade de sanções totais contra o regime de Kim Jong-un.

Os Estados Unidos condenaram o lançamento de um míssil balísticoCoreia do Norte lança ICBM com capacidade para atingir continente dos EUA da Coreia do Norte nesta sexta-feira, 18 de novembro, pedindo a todos os países que implementem integralmente as sanções do Conselho de Segurança da ONU impostas ao estado recluso.

O porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, também pediu a Pyongyang que suspenda suas provocações militares e, em vez disso, se envolva em um diálogo contínuo.

“Os Estados Unidos condenam o lançamento do míssil balístico da República Popular “Democrática” Comunista (RPDC)”, disse Price em um comunicado divulgado, referindo-se à Coreia do Norte por seu nome oficial, República Popular Democrática da Coreia.

KCNA/Kyodo

“Este lançamento é uma clara violação de várias resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas e demonstra a ameaça que as armas ilegais de destruição em massa e os programas de mísseis balísticos da RPDC representam para os vizinhos da RPDC, a região, a paz e a segurança internacionais e a não proliferação global”, acrescentou Price.

De acordo com a emissora sul-coreana, Yonhap News, a Coreia do Norte disparou um aparente míssil balístico intercontinental (ICBM) na sexta-feira (horário de Seul), marcando seu oitavo lançamento de teste de um ICBM este ano.

O país disparou mais de 60 mísseis balísticos este ano, o maior número de mísseis balísticos disparados em um determinado ano.

Price destacou a necessidade de controlar o avanço das capacidades de mísseis da Coreia do Norte.

“Esta ação demonstra a necessidade de todos os países implementarem totalmente as resoluções do Conselho de Segurança da ONU relacionadas à RPDC que visam proibir a RPDC de adquirir as tecnologias e materiais necessários para realizar esses testes desestabilizadores”, disse o porta-voz do departamento.

Em uma declaração separada divulgada anteriormente, a porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Adrienne Watson, disse que os EUA tomarão “todas as medidas necessárias para garantir a segurança” dos EUA, Coreia do Sul e Japão.

“Pedimos a todos os países que condenem essas violações e conclamamos a RPDC a se sentar à mesa para negociações sérias”, disse Watson.

Price reafirmou o compromisso dos EUA de dialogar com a Coreia do Norte.

“Juntamente, com a comunidade internacional, pedimos à RPDC que se abstenha de novas provocações e se envolva em um diálogo sustentado e substantivo”, disse o porta-voz do Departamento de Estado em seu comunicado.

Com informações complementares de Yonhap News via Redação Área Militar.

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!