Força Aérea Brasileira – Confira o balanço dos 120 dias de atuação da Força Aérea Brasileira na GLO

Com a atuação da Força Aérea Brasileira (FAB) em missões interagências com a Polícia Federal (PF) e Receita Federal do Brasil (RFB), mais de 336 quilos de drogas já foram apreendidos e 48 pessoas detidas nos aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro (RJ) e de Guarulhos, em São Paulo (SP). As ações foram realizadas por meio da Operação Ponte Aérea, que completou 120 dias nessa terça-feira (05/03).

Segundo o Chefe da Delegacia de Polícia Federal no Aeroporto do Galeão, Delegado Jackson Rimac Rosales Allanic, o sucesso da Operação se relaciona com a integração entre as agências e o tratamento desenvolvido entre as instituições, em estrito cumprimento às atribuições de cada uma. O delegado Rosales também destaca que os números são exitosos porque traduzem o esforço conjunto e o apoio fundamental da FAB. “A cooperação da FAB é um sucesso porque vem dotada de características próprias, em especial pela atividade logística diferenciada, contribuindo muito com o êxito desse trabalho”, afirmou.

Missões interagências realizadas em 120 dias

Desde que a Operação começou, em 6 de novembro de 2023, a partir do Decreto 11.765, 161.511 pessoas e 20.252 veículos foram revistados por militares da FAB, entre eles 310 aeronaves, conforme o protocolo para abordagem e revistas da população em operações de GLO, atividade que envolve discrição e respeito aos direitos de funcionários e passageiros. As ações de patrulhamento já somam 6.300 horas.

Ao todo, já são 838 missões interagências por meio de ações preventivas e repressivas realizadas nos aeroportos, que dificultam as atuações das facções criminosas nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. As atividades envolvem áreas operacionais dos aeroportos, de movimentação de bagagens, fiscalização de cargas suspeitas ou passageiros e funcionários. Contam, ainda, com ajuda de cães farejadores, patrulha dos perímetros dos aeroportos com uso de viaturas e militares atuando em pontos sensíveis e também realização de rondas nos saguões. Apenas as atividades de faro totalizam quase 1.200 horas e o volume de fiscalização já ultrapassam cerca de 174 mil metros cúbicos.

De acordo com o Comandante da Operação pela FAB, Brigadeiro do Ar Helmer Barbosa Gilberto, os números expressam os esforços junto às agências e operadoras dos aeroportos, RioGaleão e GruAirport. “Graças ao empenho em conjunto com essas agências, conseguimos êxito, demonstrado por números contundentes, não só pelo volume das drogas apreendidas, mas também pela quantidade de pessoas revistadas e de pessoas detidas. Esperamos que a integração continue sendo um elo forte no combate aos ilícitos dentro desses aeroportos”, destacou.

Aprimoramento da tropa

Nesse cenário, ocorre o emprego da tropa de Infantaria de diversas regiões do Brasil. Para o Chefe do Estado-Maior da Operação Ponte Aérea, Coronel de Infantaria Paulo César Milaré, as atividades em coordenação com as agências favorecem a validação de procedimentos operacionais e a avaliação da necessidade de aprimoramentos doutrinários da tropa de Infantaria.

“As ações de Força Aérea de Polícia de Aeronáutica e Segurança de Instalações, especificamente nas atividades operacionais de controle de acesso, vigilância eletrônica, bloqueio e controle de vias e o emprego de cães de guerra nas missões de faro e policiamento ostensivo contribuem para o combate ao tráfico de drogas, armas e outras condutas ilícitas nas áreas poligonais dos aeroportos”, ressaltou.

Confira aqui o vídeo da matéria.

Fotos: FAB

Patrocinado por Google

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading