Força Aérea Brasileira – Conheça a participação das militares na Operação Ponte Aérea

As mulheres na Força Aérea Brasileira (FAB) executam várias funções desde que a Instituição incorporou o segmento feminino no seu efetivo. Nas missões, elas estão sempre atuantes e ocupando vários espaços. Na Operação Ponte Aérea, determinada pelo decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) de 1º de novembro de 2023, que combate o tráfico de drogas e de armas e outras condutas ilícitas, por meio de ações preventivas e repressivas nos aeroportos do Galeão e de Guarulhos, elas integram o efetivo tanto das áreas administrativas quanto operacionais, inclusive nas ações de Força Aérea típicas da Infantaria da Aeronáutica.

Planejamento e gestão

Na Força Aérea Numerada 34, Comando Operacional criado com atribuições de planejar, coordenar e executar o controle e supervisão de todas as ações da Operação Ponte Aérea, as militares também desempenham importantes papéis de gestão na área de pessoal, na coordenação das operações, na logística, na comunicação social e nas finanças. São Coronéis, Capitães, Tenentes e Sargentos que atuam na coleta e no processamento de dados, avaliam resultados, custos e lições aprendidas, além de contribuírem com a divulgação da Operação perante a sociedade.

Segundo a responsável pelo Setor de Logística e de Finanças da GLO-SP, Coronel Intendente Léa Blanco de Santos Neta, a crescente participação da mulher nas Forças Armadas vem para somar e integrar. “Na Operação Ponte Aérea, cada militar é competente, cumprindo seus deveres, sem desigualdades. Firmeza e habilidade são o norte de cada componente na GLO e o protagonismo cabe a cada uma, sem distinção de gêneros. É assim que a mulher militar trabalha: consciente de que seu papel é igualmente importante no cumprimento da missão”, destacou a Oficial Superior.

Revista feminina

As militares da Polícia de Aeronáutica realizam ações de revista feminina nos aeroportos do Galeão e de Guarulhos. Para a Sargento Especialista em Eletricidade e Instrumentos Júlia Marins de Lima, que integra o Batalhão GLO-RJ, cada missão é um ensinamento operacional. “Acabei de me formar na Escola de Especialistas de Aeronáutica e já estou tendo o prazer de participar de uma Operação. Está sendo uma experiência incrível, uma oportunidade ímpar, pois posso conviver com várias militares de outras localidades e trocar vivências e aprendizados, principalmente na revista pessoal, quando temos a oportunidade de atuar e estar à frente com o público feminino”, expressou a militar.

Saúde canina

A Tenente Veterinária Thaís Fernanda dos Santos Damásio, que atua na saúde canina dos cães farejadores, destaca a importância da Operação para sua carreira profissional. “É muito gratificante poder participar de uma missão como essa, onde as ações de faro são fundamentais no combate ao tráfico de ilícitos. Poder acompanhar de perto os cães, que são cruciais na Operação, e participar das missões com eles e seus condutores, nos terminais de cargas, nas remessas postais e nas aeronaves, é uma grande honra”, manifestou a Oficial.

Mulheres na FAB

Atualmente, a FAB conta com 13.725 mulheres militares. O ingresso das mulheres na Força se dá por meio de processos seletivos para todas as Escolas de formação e Serviços Regionais de Recrutamento e Preparo de Pessoal em inúmeras especialidades.

Saiba mais sobre o ingresso na FAB clicando aqui.

Confira o vídeo em homenagem ao Dia da Mulher aqui.

Fotos: Tenente Xavier e Sargento Mônica / FAB

Patrocinado por Google

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading