HomeOriente-médioForças Especiais britânicas vistas nos arredores de Al-Hasakah na Síria onde terroristas...

Forças Especiais britânicas vistas nos arredores de Al-Hasakah na Síria onde terroristas do ISIS estão presos

Forças especiais britânicas foram vistas perto da prisão de Geweran, na cidade de al-Hasakah, no nordeste da Síria, onde terroristas do ISIS estão detidos há quase uma semana.

Os terroristas lançaram um ataque em larga escala à prisão, localizada na parte sul de al-Hasakah, no final de 20 de janeiro . O ataque, que visava libertar os prisioneiros do ISIS, acabou com os terroristas capturando toda a prisão e áreas próximas das Forças Democráticas Sírias (SDF), apoiadas pelos EUA.

Em 25 de janeiro, a TV al-Ghad transmitiu imagens das proximidades da prisão de Geweran mostrando um comboio de cinco PMVs Bushmaster “Escapade” [veículos de mobilidade protegidos] do exército britânico. Esses veículos especialmente modificados e altamente blindados são geralmente usados ​​pelas unidades do Serviço Aéreo Especial (SAS) do Exército Britânico.

A presença de forças especiais britânicas perto de Geweran não é surpreendente, uma vez que o Reino Unido é um membro-chave da coalizão liderada pelos EUA que tem apoiado os esforços das FDS para re-segurar a prisão e áreas próximas desde o início.

Em 26 de janeiro, o apoio da coalizão permitiu que as FDS recuperassem grande parte da prisão de Geweran e vários prédios próximos de terroristas do ISIS. A SDF também conseguiu libertar 32 reféns das mãos dos terroristas.

De acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede em Londres, a batalha na cidade de al-Hasakah neutralizou 124 terroristas do ISIS, e infelizmente também tombaram sete civis e 50 funcionários das FDS e suas forças de segurança.

Agora, as FDS e a coalizão liderada pelos EUA estão conversando com os terroristas detidos na prisão de Geweran. Um acordo para facilitar a retirada dos terroristas para o centro da Síria está sendo discutido. Damasco e seus aliados, que vêm lutando contra as células do grupo terrorista na região central nos últimos anos, provavelmente não permitirão que tal acordo seja aprovado pois existe a grande desconfiança que esses terroristas sejam liberados pelos FDS, apoiados pela coalizão dos EUA.

  • Com informações Julio Caronte(@jmscaronte), SDF Press Center, SANA Syria, ANHA agency, North Agency Syria e STFH Analysis & Inteligence, via redação Orbis Defense Europe/Genebra.

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!