HomeSem categoriaGrécia e os EUA estão próximos de um novo e gigantesco Acordo...

Grécia e os EUA estão próximos de um novo e gigantesco Acordo de Defesa mútuo

A Grécia e os EUA possuem uma desconfiança em comum: Turquia.

Com a diminuição da importância do papel da Turquia na OTAN significa que a Grécia agora representa o lado sul da aliança.

Devido ao tamanho relativamente grande dessa função para um país pequeno e cheio de problemas de demarcação de área em suas ilhas no Mar Egeu, a Grécia precisa de uma defesa mais robusta, tecnológica, furtiva e presente capaz de lidar com possíveis movimentos da Rússia e da Turquia pela região imensamente tensa e em disputa por ilhas e rotas marítimas.

Em janeiro de 2020, por exemplo, a Grécia ratificou o Acordo de Cooperação em Defesa (MDCA) de 1990 com os Estados Unidos, que em sua nova forma traz benefícios significativos ao escudo de defesa de nosso país.

Posteriormente ao acordo, os americanos enviaram blindados para exercícios conjuntos em Evros, mandaram F-15E sobre Lesvos, em 2020 mandaram um porta-aviões e a crise acabou “temporariamente” (para voltar pouco depois, quando não havia porta-aviões).

Ao que parece, os americanos concordaram em entregar aos gregos cerca de 1.200 blindados de transporte de tropas M1117, visto que a fragilidade da defesa helênica estava ficando para trás, por conta disso ofereceram 500 MRAP Cougar, grandes quantidades de Humvee e, negociando a compra de F-35.

O furtivo F-35 poderá ser a base da Força Aérea Aliada no Mediterrâneo Oriental, tal característica o torna uma excelente opção de venda à Grécia pelos americanos.

Nos últimos cinco anos, a Lockheed Martin reduziu sua parte do custo de sustentação do F-35 por hora de voo em 40%, reduzindo o custo dos recursos críticos de 5ª geração para clientes em todo o mundo, o que torna contratos de venda possíveis em nações economicamente sensível como ao da Grécia.

Até mesmo os cruzadores da classe Ticonderoga parecem estar na mesa de negociações como parte da competição pela nova fragata da Marinha Helênica.

Recentemente, o Embaixador dos EUA na Grécia, Jeffrey Payat, declarou: “Os Estados Unidos e a Grécia estão prontos para fazer muito mais juntos. É por isso que ambos os nossos governos, no mais alto nível, estão empenhados em estender a duração e o escopo do MDCA.

Nossa relação de segurança não é apenas sobre o material. É um compromisso com uma parceria de longo prazo, baseada em valores e interesses estratégicos comuns que unem nossos países há 200 anos.

Quando os Estados Unidos e a Grécia trabalham juntos, o céu é o limite para o que podemos alcançar e, como resultado, a região e a comunidade internacional em geral ficam mais seguras.”

Em uma postagem no Twitter, o ministro das Relações Exteriores Nikos Dendias disse: “Esperamos assinar um acordo sofisticado com os Estados Unidos.

Nikos Dendias e Mike Pompeo. AP Photo/Thanassis Stavrakis

Assinei a alteração anterior do Acordo de Cooperação em Defesa com o secretário Mike Pompeo em outubro de 2019. Será um passo e um forte apoio adicional nas relações greco-americanas”.

Em maio passado, o ministro da Defesa, Nikos Panayotopoulos, falou em uma renovação imediata do Acordo de Defesa, lembrando que está consolidando a relação estratégica entre a Grécia e os Estados Unidos.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!