HomeÚLTIMASGuardas de fronteira da Ucrânia registram confronto contra migrantes armados

Guardas de fronteira da Ucrânia registram confronto contra migrantes armados

Migrantes oriundos de países do Oriente Médio e até da Africa estão causando problemas não apenas nas fronteiras terrestres e marítimas da Grécia e Polônia, mas em muitas outras regiões, inclusive nos países de trânsito dos grupos de migrantes, que comprovadamente são em grande maioria homens jovens em idade de serviço militar, muitos deles desertores de exércitos regulares, prováveis integrantes de organizações do terrorismo islâmico ou de quadrilhas de tráfico de pessoas e drogas agindo sob coordenação de países que tem interesse em desestabilisar as fronteiras da Europa Oriental.

O vídeo recente mostra o tiroteio envolvendo um grupo de migrantes, que tentou invadir o território da Ucrânia vindos da Bielo-Rússia, foi compartilhado  por um soldado ucraniano no Facebook, muitos outros vídeos de situações semelhantes estão sendo publicados em redes sociais por ambos os lados envolvidos.

Do lado ucraniano os relatos são de tiros disparados pelos migrantes quando estes recebem voz de advertência das patrulhas dos militares antes da detenção, e do lado dos migrantes, que também possuem celulares com acesso a internet e redes sociais, os relatos são de disparos reais contra os grupos de migrantes, sem alguma advertência prévia antes das detenções.

O incidente, aparentemente, ocorreu na área da usina nuclear de Chernobyl, onde o grupo de migrantes tentou romper a fronteira no dia 29 de novembro e teria um número indeterminado de atingidos por disparos de ambs os lados, mas que ainda não foram confirmados por nenhum dos lados envolvidos.

Especula-se que os autores dos disparos contra os migrantes provavelmente não são guardas de fronteira ucranianos, mas milicianos da UAF, que foram destacados ao longo da fronteira com a Bielo-Rússia desde 26 de novembro como parte da Operação “POLISSIA”.

Alguns especialistas políticos associam a publicação deste vídeo e dos ataques de migrantes ao recente conflito entre Zelensky e o bilionário ucraniano Akhmetov. Zelinsky acusou Akhmetov de estar envolvido na preparação de um suposto golpe de estado na Ucrânia no início de dezembro e de patrocinar a travessia de migrantes pela Ucrânia, com promessas de vida fácil com ajuda humanitária aos que se declarem refugiados.

Diversas ONGs e partidos políticos liberais-socialistas da Europa são suspeitos de ajudar na organização das vagas migratórias, com finalidades pseudo-humanísticas, para criar situações nas quais  oportunidades políticas possam ser exploradas por toda a Europa Ocidental.

Abaixo um dos vídeos divulgados pelos ucranianos, que mostram incusive pessoas atingidas caíndo ao solo, provavelmente atingidas pelos disparos de origem desconhecida e em seguida a resposta com disparos dos guerdas de fronteira ucranianos:

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2886759371614765&id=100008421908262

Operação “POLISSIA”

A Ucrânia lançou uma operação especial conjunta “Polissia” na fronteira com a Bielorússia no dia 24 de novembro . Esta envolve forças da Guarda Nacional, Polícia Nacional, Forças Armadas e Guardas de Fronteira, informa o serviço de imprensa do Serviço de Guarda de Fronteiras do Estado da Ucrânia .

“Estas são outras medidas para aumentar a proteção e defesa da fronteira ucraniana, a fim de prevenir uma crise de migração e combater atividades ilegais”, diz o comunicado.

De acordo com o vice-chefe do Serviço Estadual de Guarda de Fronteiras, Volodymyr Nikiforenko, há a ameaça de uma crise migratória na fronteira ucraniana-bielorrussa e a possibilidade de redirecionar os fluxos de migrantes para a Ucrânia, portanto, as agências de aplicação da lei estão trabalhando juntas para aumentar o sistema de proteção das fronteiras nesta área.

“Para responder à possível complicação da situação, uma operação especial de fronteira conjunta foi acordada com estruturas de estado interativas conjuntas e um plano correspondente foi elaborado. E na noite passada, começou oficialmente”, disse ele.

Nikiforenko também observou que a principal tarefa da operação especial é impedir que os migrantes ilegais cruzem a fronteira do estado e entrem na Ucrânia.

O controle do regime de fronteira estadual será realizado pelo aumento do patrulhamento das fronteiras com aumento simultâneo de forças e meios nas possíveis direções das tentativas de romper grupos de migrantes ilegais.

A aviação civil e militar, os veículos aéreos não tripulados e os meios técnicos de vigilância serão ativamente utilizados na proteção das fronteiras para patrulhamento e monitorização.

Além disso, prevê-se um reforço significativo do regime de fronteira ao longo da secção ucraniana-bielorrussa da fronteira estatal. Dentro das áreas de fronteira controladas, postos de controle serão montados nas rodovias e patrulharão as principais estradas que levam à fronteira do estado, serão fiscalizadas as estações rodoviária e ferroviária e serão tomadas medidas preventivas nos assentamentos fronteiriços.

Conforme relatado anteriormente, o Ministro de Assuntos Internos da Ucrânia, Denys Monastyrsky, afirmou que a Ucrânia deve estar pronta para impor um estado de emergência nas áreas de fronteira devido ao fluxo de migrantes da Bielo-Rússia.

Ele também observou que a Ucrânia usará táticas de cobertura de escalão para proteger os guardas de fronteira e permitirá abrir fogo de advertência ou até mesmo confrontar migrantes hostis que façam uso de armas de fogo contra civis e as tropas ucranianas.

Recentemente em 25 de novembro a Ucrânia enviou 8.500 militares para a fronteira com a Bielorússia para tentar reforçar a segurança contra a invasão dos migrantes do Oriente Médio:

  • Com informações STFH Analysis & Intelligence, 112 UkraineEuroNews, The Sun, RT France e redes sociais, via redação Orbis Defense Europe/Genebra.

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!