Guerra na Ucrânia – Os líderes da UE prometem impor sanções mais duras ao Irão enquanto a Ucrânia implora por apoio

Os líderes da União Europeia prometeram aumentar as sanções contra o Irão à medida que cresce a preocupação de que o ataque sem precedentes de Teerão a Israel possa alimentar uma guerra mais ampla no Médio Oriente.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, aproveitou a cimeira de quarta-feira para lembrar aos líderes que o seu país ainda precisa urgentemente de apoio para combater a invasão da Rússia.

A UE já impôs sanções à República Islâmica, mas o presidente francês, Emmanuel Macron, disse que as novas medidas deveriam visar “aqueles que estão ajudando a produzir os mísseis e drones que foram usados” no ataque do fim de semana.

A primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, durante uma mesa redonda em uma cúpula da UE em Bruxelas (Omar Havana/AP)

Num comunicado divulgado após o primeiro dia da sua cimeira, que também se concentrou na guerra na Ucrânia e nas formas de aumentar a competitividade económica do bloco, os líderes alertaram que a UE “tomará novas medidas restritivas contra o Irão, nomeadamente em relação a ataques aéreos não tripulados”. veículos e mísseis”.

A declaração também apelou “ao Irão e aos seus representantes para cessarem todos os ataques” – e apelou a todas as partes para exercerem “a máxima contenção e se absterem de qualquer acção que possa aumentar as tensões na região”.

O chefe da política externa da UE, Josep Borrell, encarregou a sua equipa de elaborar novas medidas, mas de expandir as sanções, no entanto, não é um passo simples – a UE já atacou os responsáveis ??pela fabricação de drones que o Irão vendeu à Rússia para utilização na sua guerra contra Ucrânia.

A ideia é expandir essa lista para incluir mísseis, embora não haja provas de que o Irão tenha vendido mísseis à Rússia.

Borrell disse que as forças por procuração apoiadas pelo Irão no Líbano, no Iraque e na Síria também poderiam ser alvo de sanções.

Alguns procuram sanções contra aqueles que fornecem ao Irão os componentes para fabricar drones, medidas já aprovadas em Julho de 2023.

Cimeira da UE na Bélgica
O presidente francês, Emmanuel Macron, à esquerda, fala com o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sanchez, durante uma recepção no Palácio Real antes de uma cimeira da UE (Olivier Hoslet/AP)

Borrell disse que a sua equipa irá analisar a possibilidade de expandir a lista de componentes ou desenvolver formas de impedir que as sanções sejam contornadas.

O primeiro-ministro belga, Alexander De Croo, cujo país detém atualmente a presidência rotativa da UE, disse que a sua posição é que “a Guarda Revolucionária Iraniana deveria ser colocada na lista de sanções” e que isso “seria um sinal muito importante”.

Mas isso representaria desafios legais. Borrell disse que um país membro da UE teria de fornecer provas de que a Guarda Revolucionária esteve envolvida em actos de terrorismo contra ele – algo que ninguém alegou até agora.

Os EUA também estão a preparar novas sanções contra o programa de mísseis e drones do Irão e entidades que apoiam a Guarda Revolucionária e o Ministério da Defesa do Irão, de acordo com o conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan.

Os líderes da UE também renovaram o seu apelo a um cessar-fogo imediato em Gaza e à libertação de reféns, bem como à prestação de “acesso total, rápido, seguro e sem entraves à ajuda humanitária em grande escala para os palestinianos necessitados”.

A guerra de dois anos da Rússia na Ucrânia também estava na agenda, com Zelensky discursando remotamente na cimeira de Bruxelas e repetindo um apelo por mais defesas aéreas, incluindo sistemas de mísseis Patriot.

Cimeira da UE na Bélgica
O primeiro-ministro da Eslovênia, Robert Golob, o presidente cipriota, Nikos Christodoulides, o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, e o presidente da Romênia, Klaus Werner Ioannis (Omar Havana/AP)

“Eles são necessários na Ucrânia neste momento, necessários para impedir que (o presidente russo, Vladimir) Putin dependa de métodos terroristas”, disse ele, de acordo com uma transcrição fornecida pela UE.

Zelensky também pediu mais “armas para os nossos soldados” e “munições para a artilharia”. Veículos. Drones. Tudo que ajuda a manter a linha de frente”.

Patrocinado por Google

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS