HomeAeroespacialJapão anuncia a caça de mísseis hipersônicos Mach 5 através de uma...

Japão anuncia a caça de mísseis hipersônicos Mach 5 através de uma constelação de satélites

Japão caçará mísseis hipersônicos Mach 5 mudando sua trajetória através de uma constelação de satélites em órbita da terra.

O ministério da defesa do Japão está procurando uma maneira de combater a crescente ameaça de armas hipersônicas. Atualmente, a Rússia confirmou oficialmente e através de imagens e vídeos o desenvolvimento de pelo menos dois mísseis hipersônicos, com destaque ao ar-terra Kinzhal.

Os EUA também estão desenvolvendo uma versão terrestre e aérea, e acredita-se que a China tenha mísseis hipersônicos, mas não há informações oficialmente confirmadas.

Míssil ar-terra Kinzhal.

O Japão percebe que os modernos sistemas de defesa antimísseis antiaéreas não podem enfrentar o desafio representado pelos mísseis hipersônicos. Portanto, uma solução possível é Tóquio contar com sistemas de alerta precoce.

É por esta razão que o Japão lançará 50 satélites em órbita baixa da Terra para construir uma rede de comunicações. O Ministério da Defesa do Japão está atualmente considerando tal decisão.

Fontes em Tóquio dizem que uma rede de 50 satélites poderia não apenas alertar o Japão sobre um míssil hipersônico sendo disparado contra o país, mas também poderia ser usado para contra-atacar.

Muito provavelmente, como afirmam fontes japonesas, os 50 satélites estarão localizados em posições das quais certos objetos inimigos podem ser observados por um determinado período.

O Japão diz que depois que os 50 satélites forem lançados e a sinergia total for alcançada entre eles no cancelamento de dados e informações, Tóquio testará a rede em um míssil hipersônico propositalmente lançado viajando a Mach 5. Uma das condições do futuro teste é, o foguete se move em uma trajetória em constante mudança para testar a comunicação entre os satélites.

Os novos satélites, se aceitos como solução, provavelmente serão lançados um após o outro no período 2023-2027. Se aprovados como solução, entrarão no novo plano de defesa do Japão, que abrange esse período específico.

Existe uma forte possibilidade de que o Japão convide empreiteiros privados para realizar a construção e o lançamento dos satélites.

No entanto, está claro que, juntamente com seus 50 satélites, bem como imagens de parceiros dos satélites dos EUA, o Japão receberá uma melhor percepção. Isso também é uma garantia para uma melhor proteção do país, dizem especialistas em defesa no Japão.

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!