HomeAeroespacialLinha de combustível pode ter danificado o motor F135 dos caças furtivos...

Linha de combustível pode ter danificado o motor F135 dos caças furtivos F-35 dos EUA, as entregas interrompidas, sem voos de aceitação

As primeiras crises do ano do F-35 caíram sobre o motor F135 da Pratt & Whitney que foi a causa do acidente de um F-35B no Texas.

Siga

As entregas de motores F135 da empresa Pratt & Whitney foram interrompidas. Estes são os motores de propulsão do F-35, e a causa é o F-35B recém-construído destruído no Texas.

A causa do acidente é desconhecida, mas uma investigação está em andamento. Todas as bases de produção da Lockheed Martin, que são quatro nos EUA, não realizam voos de aceitação.

O portal online americano DefenseNews divulgou informações sobre entregas suspensas. Eles receberam um e-mail com uma resposta do F-35 Joint Program Office [JPO]. As entregas estão suspensas desde o dia 27 de dezembro.

O F-35B caiu no Texas em 15 de dezembro. A fabricante de motores Pratt & Whitney não respondeu às perguntas enviadas para seu endereço de e-mail. A última declaração da empresa foi na semana passada, dizendo que estava sob investigação e não poderia comentar.

A suspensão das entregas de motores significa que a Lockheed Martin não pode entregar as 148 unidades planejadas do F-35. A empresa diz que se o incidente não tivesse acontecido, eles teriam cumprido o plano para o ano. Na data do acidente, a Lockheed Martin havia entregue 141 F-35s.

O JPO restringiu os voos das aeronaves em operação até que a causa do acidente seja determinada. Não há nenhuma palavra oficial sobre a causa do acidente, mas fontes disseram na semana passada que a causa pode ter sido uma linha de combustível do motor que estava operando sob alta pressão.

Os EUA estão desenvolvendo um novo motor para o F-35. O custo do desenvolvimento é estimado em 6 bilhões de dólares. Tal quantia poderia forçar o Pentágono a “cortar” algo do orçamento de defesa, e rumores dizem que os Estados Unidos podem abandonar a entrega dos últimos 70 caças F-35.

Há dois candidatos para um novo motor dos EUA. O atual F135 é da Pratt & Whitney mas com melhorias significativas e o XA100 é da General Electric Aviation. O XA100 é o motor adaptável da General Electric Aviation que eles estão propondo para substituir o F135.

O XA100 oferece mais propulsão a jato, mais velocidade, maior alcance do caça e, por último, mas não menos importante [mesmo em um dos primeiros lugares] – é o resfriamento, ou seja, o controle de calor do motor, que permitirá que o F-35 opere muito melhor com sistemas modernos integrados ao caça [sistemas de mísseis, guerra eletrônica e sistemas de orientação, etc.].

XA100

Pratt & Whitney não pensa assim. Segundo eles, a integração de um novo motor em uma estrutura já desenvolvida em função de outro motor será um erro que coloca o funcionamento do caça em uma incógnita.

No entanto, a Pratt & Whitney também tem sua versão de um motor adaptativo – o XA101. Seu desempenho é mais do que bom, e a empresa acredita que é esse motor que equipará o caça de próxima geração da Força Aérea.

A Pratt & Whitney está preocupada principalmente com problemas de desempenho com um novo mecanismo adaptativo. A empresa diz que se o novo motor falhar no ar, significa uma ameaça à vida do piloto e à segurança do equipamento, e se a falha for constatada no solo, significa derrubar toda a frota de F- 35s para consertar a falha, como a Força Aérea e a Marinha dos EUA, bem como os clientes do F-35.

É por essas razões que a Pratt & Whitney está propondo melhorias para o F135, que já é um “organismo operacional comprovado” e a aparência de problemas existe, mas levará muito pouco tempo para consertar, em comparação com um novo motor adaptativo.

Siga
Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta

Quero receber notícias:

ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!