HomeÁsiaMalásia retomará programa Navios de Combate Litorâneo (LCSs)

Malásia retomará programa Navios de Combate Litorâneo (LCSs)

O governo da Malásia aprovou a retomada da produção de Navios de Combate Litorâneo (LCSs) da classe Maharaja Lela (Gowind) para a Marinha Real da Malásia (RMN) em 5 de maio, após ter sido suspenso temporariamente devido a problemas com o estaleiro sobre atrasos e aumento de custos .

Muito pouca informação surgiu, mas o ministro da Defesa, Ismail Sabri Yaakob, disse em 7 de maio que o Estaleiro Naval Boustead (BNS) da Malásia recebeu “condições estritas” para garantir a conclusão do projeto, embora nenhum detalhe tenha sido fornecido sobre as condições.

KD Maharaja Lela, Kapal Perang Halimunan Pertama Malaysia

Ismail disse que a aprovação foi dada para garantir os empregos de 1.600 trabalhadores do estaleiro e a viabilização de 400 empresas locais envolvidas no projeto. O governo havia ponderado o cancelamento do projeto em julho de 2020, pois nenhum dos seis navios, contratados em 2014 por US$ 2,2 bilhões, havia sido concluído dentro do cronograma.

Conforme relatado por Janes, a Malásia selecionou uma variante do projeto da família de corvetas Gowind do construtor naval francês Naval Group (então DCNS) para o programa LCS.

Maharaja Lela-class frigate - Wikipedia

Embora o primeiro da classe Maharaja Lela (flâmula número 2501) tenha sido lançado em agosto de 2017 nas instalações da BNS em Lumut, o navio está apenas cerca de 60% concluído. Foi originalmente programado para entrega à RMN em 2019.

Outros quatro navios da classe encontram-se em diferentes estágios de construção, enquanto o sexto ainda não foi tombado devido à falta de espaço no estaleiro. Em novembro de 2019, Janes relatou que o programa problemático já enfrentava um estouro de custos de cerca de MYR 1,4 bilhão (US$ 340 milhões).

Janes, via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!