Marinha e Corpo de Fuzileiros Navais testam novo sistema de projeção a laser para pintar aeronaves

O Fleet Readiness Center East da Marinha está testando como um sistema de projeção a laser pode ajudar o Corpo de Fuzileiros Navais na pintura de suas aeronaves, como parte de uma tentativa de reduzir o tempo que uma aeronave gasta em manutenção.

As aeronaves são tradicionalmente pintadas usando uma técnica de mascaramento, exigindo que os pintores usem fita, filme e papel para delinear certas marcações para uma aeronave específica.

O novo sistema em teste projeta insígnias e marcações diretamente na aeronave, proporcionando a colocação exata de objetos que precisam de pintura sem todo o mascaramento.

Até agora, o sistema de projeção a laser é dramaticamente mais fácil de usar do que o antigo método de estêncil, de acordo com Steven Lofy, engenheiro sênior de materiais da equipe de corrosão e desgaste do centro.

“É preciso muito tempo e trabalho para mascarar aeronaves para a aplicação de marcações e insígnias importantes durante o processo de acabamento final”, disse Lofy em comunicado. “É um processo exigente baseado em desenhos antigos em papel que podem ser difíceis de ler, tornando um desafio para nossos artesãos mascarar as áreas exatas de cada aeronave de forma consistente.”

Também está economizando tempo, disse ele.

“Com o sistema de projeção a laser, podemos simplesmente entrar, ligar os projetores e projetar onde cada marcação deveria estar na aeronave”, disse Lofy. “Tudo o que precisamos fazer a partir daí é alinhar cada estêncil, mascarar e pintar.”

O centro de prontidão utilizou o sistema pela primeira vez em janeiro em um Osprey MV-22B do Corpo de Fuzileiros Navais para as listras horizontais brancas características da aeronave – resultando em uma redução de 85% nas horas de trabalho. Embora o processo anteriormente demorasse cerca de 16 horas, o projetor reduziu esse número para duas.

O centro usou o sistema de projeção a laser para pintar quatro aeronaves até agora e há planos em andamento para usar o sistema de forma mais ampla, enviando estênceis 2D para o software do sistema de projeção, de acordo com a Marinha.

Baseado na Estação Aérea do Corpo de Fuzileiros Navais em Cherry Point, na Carolina do Norte, o centro fornece manutenção e reparos para aeronaves do Corpo de Fuzileiros Navais – incluindo o F-35B Lightning II. É um dos oito centros de prontidão da frota da Marinha.

Patrocinado por Google
Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading