Meta Platforms, proprietária do Facebook, enfrenta processo de US$ 600 milhões de 83 meios de comunicação espanhóis

Inscreva-se no grupo de análise e inteligência no Telegram ?? https://t.me/areamilitar

Um grupo que representa 83 meios de comunicação espanhóis apresentou uma ação judicial no valor de 550 milhões de euros (600 milhões de dólares) contra a proprietária do Facebook, Meta Platforms, alegando concorrência desleal no mercado publicitário, num caso que poderá ser replicado em toda a União Europeia.

A associação de mídia AMI disse em comunicado na segunda-feira que a ação foi movida coletivamente pelos jornais em um tribunal comercial na sexta-feira, e alega que Meta violou as regras de proteção de dados da UE entre 2018 e 2023.

Os jornais argumentam que o uso “massivo” e “sistemático” de dados pessoais dos utilizadores das suas plataformas Facebook, Instagram e Whatsapp pela Meta confere-lhe uma vantagem injusta na concepção e oferta de anúncios personalizados, o que, segundo eles, constitui uma concorrência desleal.

A assessoria de imprensa da Meta não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. Uma fonte da Meta familiarizada com o assunto disse que a empresa ainda não recebeu os documentos legais.

Os queixosos, incluindo a Prisa – que publica o principal jornal espanhol, El Pais – e a Vocento, proprietária da ABC, alegam que a maior parte dos anúncios colocados pela Meta utiliza dados pessoais obtidos sem o consentimento expresso dos clientes.

Isto, afirmam, viola o Regulamento Geral de Proteção de Dados da UE em vigor desde maio de 2018, que exige que qualquer site solicite autorização para manter e usar dados pessoais.

“É claro que, em qualquer outro país da UE, o mesmo processo legal poderia ser iniciado”, pois diz respeito a uma alegada violação das regulamentações europeias, disse Nicolas Gonzalez Cuellar, advogado que representa os jornais, à Reuters.

O processo é a mais recente tentativa da mídia tradicional de combater os gigantes da tecnologia em tribunais para proteger seu território.

Em todo o mundo, as organizações de comunicação social têm lutado nos tribunais e nos parlamentos para fazer com que os gigantes da tecnologia paguem taxas justas pela utilização e partilha dos seus conteúdos.

A mídia espanhola obteve uma vitória contra o serviço Google News da Alphabet, que o governo encerrou em 2014 antes de sua reabertura em 2022 sob a nova legislação que permite aos meios de comunicação negociar taxas diretamente com o gigante da tecnologia.

Na sequência do caso espanhol, vários países, como o Canadá, no início deste ano, impuseram regulamentos destinados a obrigar os gigantes da Internet a pagar pelas notícias.

Mais uma coisa! Agora estamos nos canais do WhatsApp! Siga-nos lá para nunca perder nenhuma atualização do mundo da tecnologia. ?Para acompanhar o canal HT Tech no WhatsApp, clique aqui para aderir agora!

Patrocinado por Google

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading