HomeÚLTIMASMilitares iranianos apreendem navio petroleiro contestado diante de navios da U.S. Navy

Militares iranianos apreendem navio petroleiro contestado diante de navios da U.S. Navy

O Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica Iraniana (IRGC) compartilhou imagens mostrando seus militares embarcando em um navio petroleiro no Mar de Omã, a algumas centenas de metros de distância dos navios de guerra da Marinha dos EUA.

Em um comunicado divulgado na manhã de 3 de novembro, os guardas revolucionários iranianos afirmaram que sua Força da Marinha frustrou uma tentativa da U.S. Navy (Marinha dos Estados Unidos) de roubar um carregamento de petróleo iraniano (!?!).

De acordo com o comunicado, os EUA detiveram e confiscaram um petroleiro que transportava petróleo iraniano no Mar de Omã e descarregaram o petróleo para outro petroleiro e o encaminharam para um destino desconhecido.

A Marinha do IRGC reagiu rapidamente e conseguiu desembarcar forças especiais a bordo do navio-tanque Sothys, de bandeira vietnamita, que foi transferido para águas iranianas.

A filmagem divulgada pelo IRGC mostra pessoal iraniano embarcando no petroleiro bem na frente de dois destróieres da Marinha dos Estados Unidos, USS Michael Murphy e USS Michael Murphy.

Um oficial de defesa dos EUA confirmou à Newsweek que o Irã apreendeu um petroleiro no Mar de Omã na semana passada. No entanto, ele negou a versão dos fatos na história do pessoal da IRGC.

“Estamos refutando as afirmações iranianas de que nos impediram de retomar este navio”, disse o oficial. “Aqui está o resultado final: isso ocorreu na semana passada. As forças navais dos EUA no Golfo de Omã observaram as forças navais iranianas apreenderem este petroleiro. ”

“Havia mais de 10 lanchas iranianas que enxamearam a situação ao redor do navio”, disse o oficial. “Foi visto um helicóptero voando ao redor e, no final das contas, nossas forças responderam para monitorar a situação.”

De acordo com o oficial, a Marinha dos EUA não interveio e não agiu contra as forças navais do IRGC “devido a uma série de sensibilidades” e seguindo ordens diretas de Washigton DC.

O incidente demonstra a crescente influência do Irã no Golfo Pérsico e no Mar de Omã. Também levanta algumas questões sérias sobre as operações da Marinha dos EUA na região.

Apesar da decisão de Washington de ignorar o incidente, as próximas negociações sobre o programa nuclear de Teerã em Viena provavelmente serão afetadas por ele.

  • Com informações France Inter, Iranian Revolucionary Guard Corps, STFH Analysis & Intelligence e Al Jazeera, via redação Orbis Defense Europe.

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!