Moscou reivindica mais avanços na região de Kharkiv, na Ucrânia

O Ministério da Defesa da Rússia disse no domingo que suas forças capturaram mais quatro aldeias na região ucraniana de Kharkiv, enquanto milhares de residentes eram evacuados em meio à ofensiva terrestre surpresa de Moscou.

O ministério disse que as suas forças “avançaram profundamente nas defesas inimigas” e tomaram aldeias como Gatishche, Krasnoye, Morokhovets e Oleinikovo.

Enquanto isso, os militares ucranianos disseram que estavam conseguindo conter novos avanços russos.

Num ponto de evacuação perto da linha de frente na região de Kharkiv, repórteres da AFP viram no domingo grupos de pessoas que haviam sido evacuadas nos arredores da cidade de Vovchansk, a maioria delas idosas e desorientadas.

“Não íamos partir. Lar é lar”, disse Lyuda Zelenskaya, de 72 anos, abraçando um gato trêmulo chamado Zhora.

Liuba Konovalova, 70 anos, disse que passou por uma noite “realmente aterrorizante” antes de sua evacuação.

À sua volta, voluntários ajudaram os evacuados a chegar a alguns bancos de madeira onde se registaram e receberam comida antes de serem evacuados para Kharkiv, a capital regional.

“No total, 4.073 pessoas foram evacuadas”, disse o governador da região de Kharkiv, Oleh Syniehubov, nas redes sociais.

As autoridades ucranianas informaram que vários civis foram mortos na nova ofensiva da Rússia desde que começou na sexta-feira.

Syniehubov disse que a última vítima, um homem de 63 anos, foi morto por fogo de artilharia na vila de Glyboke.

‘Tudo…está sendo destruído’

Oleksiy Kharkivsky, um oficial sênior da polícia de Vovchansk que está ajudando a coordenar as evacuações, disse que “várias pessoas” foram mortas em bombardeios no sábado e uma pessoa foi encontrada morta nos escombros durante a noite.

“A cidade está constantemente sob ataque”, disse ele. “Tudo na cidade está sendo destruído… Você ouve explosões, artilharia e morteiros constantes. O inimigo está atacando a cidade com tudo o que tem.”

Kharkivsky estimou que cerca de 1.500 pessoas foram evacuadas ou fugiram de Vovchansk desde sexta-feira, acrescentando que houve 32 ataques de drones na cidade nas últimas 24 horas.

Mas os militares ucranianos disseram que as suas defesas estavam aguentando.

“As tentativas dos ocupantes russos de romper as nossas defesas foram interrompidas”, disse o comandante-em-chefe da Ucrânia, Oleksandr Syrsky.

Mas acrescentou que a situação na região de Kharkiv “deteriorou-se significativamente” e foi “complicada”.

As autoridades ucranianas alertam há semanas que Moscovo pode tentar atacar as regiões fronteiriças do nordeste, aproveitando a sua vantagem enquanto a Ucrânia enfrenta atrasos na ajuda ocidental e escassez de mão-de-obra.

Patrocinado por Google
Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS