HomeEUAO poderoso porta-aviões USS Gerald R. Ford sente explosão em Teste de...

O poderoso porta-aviões USS Gerald R. Ford sente explosão em Teste de Choque

Na sexta-feira, 18 de junho, o USS Gerald R. Ford (CVN 78) concluiu com sucesso o primeiro evento explosivo programado como parte dos Full Ship Shock Trials (FSST).

O Gerald R. Ford (CVN 78) é o navio líder de sua classe de porta-aviões nucleares da Marinha dos Estados Unidos e tem o nome do 38º Presidente dos Estados Unidos Gerald R. Ford, cujo serviço naval da Segunda Guerra Mundial incluiu serviço de combate a bordo do porta-aviões Monterey (CVL 26) no Teatro do Pacífico.

A construção da enorme plataforma de superfície teve início em 11 de agosto de 2005, quando a Northrop Grumman Shipbuilding realizou um corte cerimonial de aço para uma chapa grossa de 15 toneladas.

Ricky Thompson

Comparado com a classe Nimitz, o Gerald R. Ford possui uma nova usina nuclear (A1B), Sistema de Lançamento de Aeronave Eletromagnética (EMALS) em vez de catapultas a vapor, uma ilha redesenhada e realocada, três elevadores mais rápidos e potentes, um Sistema Avançado de Recuperação de Aeronaves (AARS), novo sistema de combate, maior capacidade de geração de energia elétrica e permissão para tecnologias futuras e pessoal reduzido.

Ricky Thompson

O USS Gerald R. Ford foi projetado usando métodos avançados de modelagem de computador, testes e análises para garantir que o navio fosse reforçado para resistir às condições de batalha, como contra choques de impactos explosivos bélicos, e os testes de choque fornecem dados usados para validar a dureza ao choque do navio.

A Marinha dos EUA conduziu os Testes de Choque de Navio Completos – Operações Navais – ao longo de várias décadas, mais recentemente para os Navios de Combate Litoral USS Jackson (LCS 6) e USS Milwaukee (LCS 5) em 2016; bem como para um Navio de Transporte Anfíbio da classe San Antonio, o USS Mesa Verde (LPD 19), em 2008, no navio de assalto anfíbio USS Wasp (LHD 1) em 1990 e o cruzador de mísseis guiados USS Mobile Bay (CG 53) em 1987. O último porta-aviões a executar o FSST foi o USS Theodore Roosevelt (CVN 71), em 1987.

Specialist 3rd Class Zachary Melvin

Pois bem, o Gerald R. Ford concluiu o primeiro evento explosivo programado de Full Ship Shock em 18 de junho que ainda segue em andamento no Oceano Atlântico, um processo penoso e necessário para garantir a certificação dos exigentes requisitos de missão sob condições adversas que a embarcação possa ficar exposta em batalhas.

A Marinha está conduzindo o teste de choque de acordo com a Instrução 9072.2 do Gabinete do Chefe de Operações Navais e conforme determinado pela Lei de Autorização de Defesa Nacional de 2016.

Ricky Thompson

Os testes de choque do Ford estão sendo conduzidos na costa leste dos Estados Unidos, dentro de um cronograma estreito que está em conformidade com os requisitos de mitigação ambiental, respeitando os padrões de migração conhecidos da vida marinha na área de teste. A Marinha também empregou protocolos extensivos em todo o FSST para garantir a segurança do pessoal militar e civil que participa da evolução dos testes.

Ford é o mais novo e avançado porta-aviões da Marinha dos Estados Unidos. O navio encerrou um período de testes e testes pós-entrega de 18 meses em abril, durante o qual a tripulação concluiu todos os testes necessários, realizou melhorias planejadas e manutenção antes do previsto e aprendeu lições valiosas para aumentar a confiabilidade dos sistemas Ford-Class. Ao mesmo tempo, o navio também serviu como a única plataforma da Costa Leste para a realização de qualificações de transportador.

Após a conclusão do FSST no final deste verão, a Ford entrará em uma Disponibilidade Incremental Planejada por seis meses de modernização, manutenção e reparos antes de seu emprego operacional.

US Carriers, US Navy, Northrop Grumman Shipbuilding, via Redação Área Militar

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!