HomeOperação Ágata Norte 2022: mega-apreensão de minérios e grande quantidade de drogas...
Array

Operação Ágata Norte 2022: mega-apreensão de minérios e grande quantidade de drogas no Pará

As Forças Armadas e órgãos de segurança pública apreenderam 202 mil toneladas de minérios (manganês, cobre e cassiterita), na Vila do Conde, em Barcarena, no nordeste do Pará, durante a Operação Ágata Norte, realizada de 1 a 6 de junho deste ano, com objetivo de promover ações preventivas e repressivas contra delitos transfronteiriços e ambientais nos estados do Pará, Amapá e Maranhão. Outras apreensões foram feitas no arquipélago do Marajó e Região Metropolitana de Belém.

No Pará, ainda foram apreendidos 308 kg de cocaína em Benevides; 26 kg de maconha e 600 pílulas de ecstasy em Breves. Algumas cidades estão sob sigilo temporariamente. Em uma delas, ocorreram 7.600 apreensões de caixas de cigarro. Ao todo, nos três estados, houveram apreensões de 1.300 kg de pescado; 112 m³ de madeira; 53 embarcações e 11 veículos; e 4 motosserras. Também foi interceptada uma embarcação com doze pessoas de origem cubana que saíram do Suriname em direção ao Brasil.

A ação faz parte do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, sendo organizada pelo Ministério da Defesa e realizada em coordenação com órgãos federais e estaduais, bem como agências de segurança pública e ambientais. Neste ano, o Comando Conjunto da Operação Ágata Norte, formado por Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e Força Aérea Brasileira, é chefiado pelo Vice-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, Comandante do 4º Distrito Naval.

O vice-almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, comandante operacional da Operação Ágata Norte e do 4º Distrito Naval, comentou sobre o resultado final da ação:

“Nós esperamos que a nossa sociedade se sinta mais segura com a presença das Forças Armadas e demais órgãos de segurança pública e fiscalização, do Estado, nos diversos locais aqui da região, nos rios, no mar, nas fronteiras, nas estradas, de maneira que nós juntos tenhamos essa operabilidade, principalmente nos lugares mais inóspitos nesse grande espaço que nós temos”, comentou.

Coibir e combater delitos na fronteira marítima até o limite da Zona Econômica Exclusiva é a missão da Ágata Norte 2022, incluindo portos, e na fronteira terrestre, tais como: narcotráfico e crime organizado; contrabando e descaminho; pistas de pouso clandestinas; imigração ilegal (coiotes); pesca ilegal; garimpo e exploração de recursos minerais ilegais; exploração e transporte de madeira ilegal; pontos de desmatamentos; biopirataria e tráficos de animais selvagens.

Para as atividades, estão sendo empregadas 3.000 pessoas, entre civis e militares das Forças Armadas e dos órgãos de Segurança Pública e Fiscalização, mais de 40 meios navais, 52 terrestres e 6 aéreos. As ações são desenvolvidas em uma área equivalente a 1,7 milhão de km² de área terrestre, 1 milhão de km² de área marítima, 5.500 km de rios navegáveis, 1.800 km de litoral e 1.300 km de fronteira terrestre.

Os órgãos envolvidos planejam a operação há meses e, com conhecimento no combate aos delitos transfronteiriços e ambientais, agem em ações simultâneas em pontos estratégicos, utilizando dados de monitoramento sob área marítima, fluvial, terrestre e aérea. Também são empregados equipamentos de última geração disponibilizados pelo Comando de Defesa Cibernética e aeronaves do Comando de Operações Aeroespaciais para o patrulhamento marítimo.

As operações conjuntas são necessárias para aumentar a presença do Estado em locais de baixa densidade populacional e infraestrutura incipiente, bem como para atuar em ações coordenadas, a fim de somar esforços de forma estratégica, contribuindo para a segurança da região.

Demonstração operativa

No dia 1° de junho, a Marinha realizou treinamento operativo na Praia do Amor, em Outeiro, distrito de Belém (PA). A atividade teve como objetivo demonstrar a interoperabilidade dos meios navais e aéreos do Comando do 4º Distrito Naval, da Esquadra Brasileira e da Força de Fuzileiros da Esquadra, com lançamento de Carros Lagarta Anfíbio no rio, manobras com rapel e atuação de mergulhadores de combate.

Órgãos e agências de segurança pública e ambientais

Participam da Ágata Norte 2022 os seguintes órgãos: Ministério da Justiça e Segurança Pública, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM), Polícia Federal (PF), Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Força Nacional, Agência Nacional de Mineração (ANM), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Fundação Nacional do índio (FUNAI), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará e Polícias Militar e Civil dos estados do Pará, Amapá e Maranhão.

  • Com informações do Ministério da Defesa, Ministério da Justiça, Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e Força Aérea Brasileira.
Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!