OTAN – Aliados da OTAN reforçam proteção dos céus Aliados

Duas iniciativas foram assinadas à margem da reunião desta semana dos Ministros da Defesa da OTAN, reforçando a capacidade dos Aliados de treinar tripulações aéreas e de colaborar com as autoridades da aviação civil na utilização do espaço aéreo.

Treinamento de Voo da OTAN na Europa (NFTE)

Na quinta-feira, 13 de junho de 2024, os Países Baixos aderiram à iniciativa NATO Flight Training Europe (NFTE), elevando o número total de participantes para 13: Bélgica, Chéquia, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Montenegro, Países Baixos, Macedónia do Norte, Roménia, Espanha, Turquia e Reino Unido.

A iniciativa NFTE visa garantir que a formação de pilotos de última geração esteja disponível em toda a Europa, de uma forma interoperável e com boa relação custo-benefício. Fá-lo aproveitando as instalações existentes em toda a Europa. Se necessário, a iniciativa também apoiará a expansão ou criação de novas capacidades de formação para diferentes tipos de pilotos. Estes podem incluir treinamento básico, intermediário e avançado para pilotos de caça, helicóptero e transporte, bem como pessoal que pilota remotamente aeronaves não tripuladas. A iniciativa NFTE é um dos Projectos multinacionais de Alta Visibilidade (HVP) da Aliança, que está a ser executado através da Parceria de Apoio da Agência de Apoio e Aquisições da OTAN (NSPA).

Os Países Baixos aderem à NFTE apenas alguns meses após a expansão da iniciativa de 5 para 14 campi de formação em sete países Aliados participantes e a primeira colocação de cerca de 50 estudantes piloto em quatro locais. A colocação do primeiro grupo de estudantes significa que as tripulações aliadas terão acesso a oportunidades de formação de ponta.

Cooperação transfronteiriça no espaço aéreo

No mesmo dia, a Bélgica e a Espanha assinaram a Carta de Intenções sobre a cooperação transfronteiriça no espaço aéreo. Isto eleva o número total de participantes para 16 Aliados: Albânia, Bélgica, Bulgária, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Itália, Macedónia do Norte, Noruega, Polónia, Roménia, Eslováquia, Espanha, Suécia e Turquia.

A utilização de maiores volumes de espaço aéreo nacional pela OTAN exige uma coordenação estreita entre as autoridades civis e militares para fornecer soluções de espaço aéreo de forma segura e flexível. A iniciativa do espaço aéreo transfronteiriço garante que as autoridades civis e militares Aliadas possam reforçar a sua cooperação na utilização do espaço aéreo para treinos e exercícios da OTAN, e outras actividades aéreas em várias regiões da Europa.

Na cerimónia de assinatura, o Secretário-Geral Adjunto da OTAN, Mircea Geoan?, afirmou: “A capacidade da OTAN de treinar em conjunto e exercer em grande escala é uma parte crucial da nossa postura de dissuasão e defesa em todos os domínios. Ambos os projetos que estamos assinando hoje tornarão nossos céus mais seguros e garantirão que nossos pilotos mantenham a vantagem em todas as etapas do treinamento.”

Patrocinado por Google
Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading