OTAN – Governo holandês gastará 2,5 mil milhões de euros em comunicações seguras

Inscreva-se no grupo de análise e inteligência no Telegram ▶️ https://t.me/areamilitar

HAIA — A importância das operações baseadas na informação está a aumentar. Isto significa que as forças armadas operacionais são capazes de recolher e analisar as informações corretas com mais rapidez. Dessa forma, decisões melhores e mais rápidas podem ser tomadas. Com o programa Foxtrot, muitas unidades recebem modernos equipamentos de comunicação tática e infraestrutura de TI durante a primeira fase. A Ministra Kajsa Ollongren informou hoje a Câmara sobre uma série de assuntos do programa.

Todas as principais unidades do exército, os batalhões do Corpo de Fuzileiros Navais, o Comando de Helicópteros de Defesa (DHC) e a Polícia Militar estão envolvidos no programa Foxtrot. Aproximadamente 8 mil veículos, 3,5 mil soldados, 135 embarcações e 170 aeronaves e helicópteros receberão o novo meio de comunicação.

Um dos projetos mais extensos é a modernização dos atuais rádios militares (rádios de rede de combate definidos por software). As forças armadas utilizam agora vários tipos diferentes de rádios. Com os novos rádios, as unidades devem ser capazes de comunicar entre si de forma suave e segura. Não apenas entre si, mas também com aliados internacionais. A Câmara também foi informada sobre os resultados da fase de investigação deste chamado bloco de construção de transmissão militar (MTBB).

A Holanda quer adquirir os novos rádios da empresa americana L3Harris. Este é o único fabricante que atende a todos os requisitos. Além disso, a L3Harris pode entregar num curto espaço de tempo. A aquisição é feita através do governo dos EUA através das chamadas Vendas Militares Estrangeiras.

A Foxtrot também se concentra em ampliar as opções de conectividade por meio de padrões civis. Isto diz respeito, por exemplo, ao WiFi, 4G/5G e comunicação por satélite. Os aplicativos de suporte, como o sistema de gerenciamento do campo de batalha, também serão atualizados.

A modernização dos sistemas continuará nos próximos anos. Além disso, a Defesa está preparando veículos, navios e aeronaves para instalação dos recursos adquiridos da Foxtrot. Educação e treinamento em áreas como uso e manutenção também estão incluídos no programa.

Continuidade

Além da modernização, o Foxtrot também inclui pista de continuidade. Isso ocorre porque as operações continuam normalmente enquanto isso. Os sistemas de comunicação militar tecnicamente obsoletos estão a ser actualizados sem comprometer a sua usabilidade. Isto diz respeito, por exemplo, aos rádios terrestres/aéreos ou aos rádios NIMCIS dos Fuzileiros Navais. Os projetos de substituição e extensão da vida útil na via de continuidade são, portanto, estreitamente coordenados com a via de modernização. Princípios importantes aqui são sustentabilidade e eficiência.

Aquisição

As aquisições para todos os projetos são feitas imediatamente, tanto quanto possível. Isto não proporciona apenas benefícios em termos de custos. O prazo de entrega também é menor e oferece melhores opções de integração de sistemas entre si. Para cada projeto, é examinado se e como a indústria de defesa holandesa pode ser envolvida. A Defesa já está a explorar opções de cooperação com a Fundação da Indústria Holandesa para a Defesa e Segurança (NIVD). Outra opção é a organização militar recorrer a países parceiros de confiança.

Os requisitos para todo o programa envolvem até 2,5 mil milhões de euros. A expectativa é que os trabalhos no programa continuem até pelo menos 2036. Foxtrot também influencia diversos projetos atuais de substituição e modernização da Defesa. Também tem relação direta com o programa Frontier IT (GrIT) e o projeto Improved Operational Soldier System (VOSS).

-termina-

Patrocinado por Google

Deixe uma resposta

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue lendo