HomeCrise DiplomáticaPrimeiro-ministro polonês afrima ter evidências do envolvimento da Rússia em ataques cibernéticos...

Primeiro-ministro polonês afrima ter evidências do envolvimento da Rússia em ataques cibernéticos na Polônia

O governo polonês disse que, na semana passada, ataques cibernéticos de origem desconhecida foram efetuados aos computadores de vários funcionários do estado polonês. Os cibercriminosos supostamente tentaram obter acesso a dados dos e-mails de funcionários de alto escalão.

O chefe do governo polonês, Mateusz Morawiecki, afirou que a Agência de Segurança Interna “forneceu evidências do envolvimento da Federação Russa nesses ataques cibernéticos”.

“Nossos serviços especiais têm evidências de que a Rússia esteve envolvida nas tentativas de hackear o e-mail de vários funcionários de alto escalão em nosso país. Foi a partir de seu território que os ciberataques foram realizados. Além disso, os serviços de inteligência de países aliados nos forneceram informações relevantes. Há informações de que os computadores dos nossos políticos também foram atacados quando estavam fora da Polônia.”

Morawiecki não explicou quais são os “países aliados” que forneceram informações a Varsóvia e que evidências concretas do envolvimento da Rússia em ataques cibernéticos os serviços especiais poloneses fizeram.

Mas Morawiecki disse que “ele não descarta ataques às caixas de correio eletrônicas de oficiais poloneses sob instruções diretas do Kremlin”.

Agora está sendo discutido exatamente quais consequências serão tomadas contra a Rússia em caso de “ataques cibernéticos a autoridades polonesas”. Estas consequências, segundo Varsóvia, deverão ser discutidas na UE.

Um dos representantes das autoridades polonesas que anunciou o ataque ao seu computador era o deputado Radoslaw Vogel, do partido governista Lei e Justiça na Polônia. Ele ainda não explicou como exatamente ele descobriu que um ataque cibernético estava sendo realizado em seu e-mail.

Vale ressaltar que este tema começou a se desenvolver na Polônia imediatamente após o encontro entre Vladimir Putin e Joe Biden, durante o qual os presidentes discutiram a possibilidade de uma resposta conjunta aos ataques cibernéticos.

Anteriormente na Polônia, eles deixaram claro que estavam desapontados porque Biden não encontrou tempo para se encontrar com Andrzej Duda e discutir os “problemas do Nord Stream 2”.

É possível que a declaração das autoridades polacas sobre o ciberataque seja uma tentativa de chamar a atenção de Washington e apontar que a Rússia não pode ser negociada.

-Top War, via Redação Área Militar

 

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!