HomeBrasilProjeto prevê uso de bem particular para combate ao novo coronavírus

Projeto prevê uso de bem particular para combate ao novo coronavírus

O Projeto de Lei 753/20 prevê a possibilidade de requisição administrativa de bens, serviços e insumos de saúde de propriedade particular para uso pelo poder público em atividades de combate à pandemia do novo coronavírus.

A proposta em tramitação na Câmara dos Deputados estabelece ainda que as eventuais indenizações pelo poder público somente serão cabíveis no caso de ocorrência de dano ao patrimônio do particular que teve o bem requisitado.

“[Na pandemia] torna-se necessário e prudente que os gestores públicos de saúde tenham instrumentos que permitam, em situação de eminente perigo, utilizar bens particulares”, disse o autor, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP).

A requisição administrativa está prevista na Constituição, que diz: “no caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade particular, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano”.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Está dando tudo certo aos amantes do estatismo e marxismo político, este projeto é um alerta e tanto ao arrombo de propriedade particular do setor. Se já existe na CF esta requisição, tentar aprovar um PL como este é de estranheza absurda e uma afronta à República e liberdade.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

NOTA REDAÇÃO ÁREA MILITAR

Está dando tudo certo aos amantes do estatismo e marxismo político, este projeto é um alerta e tanto ao arrombo de propriedade particular do setor. Se já existe na CF esta requisição, tentar aprovar um PL como este é de estranheza absurda e uma afronta à República e liberdade.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!