HomeMundoPutin disse que o Ocidente não precisa recusar cooperação energética com a...

Putin disse que o Ocidente não precisa recusar cooperação energética com a Rússia

Putin, durante o Fórum da Semana da Energia da Rússia, disse que o Ocidente não deve recusar cooperação com a Rússia.

Os países ocidentais aumentaram a pressão das sanções contra Moscou no contexto de uma “operação militar especial” (Termo utilizado por Putin para se referir à guerra em curso) para proteger o Donbass, cujo início o presidente da Federação Russa anunciou em 24 de fevereiro.

No entanto, isso já se transformou em problemas econômicos na Europa, causando um forte aumento nos preços dos combustíveis e alimentos.

“O Ocidente não deve se recusar a cooperar com a Federação Russa”, tal anúncio foi feito em 12 de outubro pelo presidente russo, Vladimir Putin, no fórum da Semana da Energia da Rússia.

“Nós vendemos o que eles querem comprar, por favor, a preços de mercado, por favor”, ele observou a disposição de Moscou em cooperar.

Segundo Putin, a Rússia está pronta para comprar produtos europeus, mas a União Européia não os vende, como resultado, o déficit está crescendo.

“Não há necessidade de recusar a cooperação com a Rússia, isso é tudo”, enfatizou.

O líder russo também chamou a atenção para o fato de que a prosperidade europeia das últimas décadas se baseou em grande parte na cooperação com a Rússia. Isso é confirmado por funcionários europeus, observou o presidente.

Putin enfatizou que os países da UE estão agravando a situação ao impor restrições de preço ao petróleo russo.

“A Rússia não agirá contrariamente ao senso comum, pagará pelo bem-estar de outra pessoa às suas próprias custas. Não forneceremos recursos energéticos para aqueles países que limitarão seus preços”, disse o líder russo.

Putin também acrescentou que a Rússia está pronta para fornecer recursos energéticos para a Europa, incluindo o próximo outono e inverno.

No entanto, na Europa, eles consideram possível censurar a Federação Russa pela confiabilidade dos suprimentos, embora Moscou forneça todo o volume de exportações sob contratos.

Em 6 de outubro, a União Europeia publicou o oitavo pacote de sanções anti-Rússia. As restrições preveem a proibição do transporte marítimo de petróleo russo para países terceiros a um custo superior ao teto de preço estabelecido.

Está previsto que o limite de preço seja introduzido em 5 de dezembro para o petróleo e em 5 de fevereiro de 2023 para produtos petrolíferos. As sanções também envolvem restrições pessoais.

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!