HomeÚLTIMASRegião separatista ucraniana ordena evacuação de civis para a Rússia

Região separatista ucraniana ordena evacuação de civis para a Rússia

Comando dos militares separatistas em Donetsk dá ordem de evacuação para civis da região de Donetsk para a Rússia.

A liderança da autoproclamada República Popular de Donetsk espera uma agressão militar das forças ucranianas, disse o líder Denis Pushilin nesta sexta-feira. Ele pediu aos civis que evacuassem para a Rússia para evitar estar no fogo cruzado.

As tropas ucranianas foram reforçadas com suprimentos de armas de nações ocidentais e “agora estão pré-posicionadas para o combate e prontas para tomar Donbass à força”, afirmou Pushilin em comunicado, referindo-se à sua região e entidade separatista, a República Popular de Lugansk.

Os rebeldes ucranianos esperam que o presidente Volodymyr Zelensky ordene uma ofensiva “nas próximas horas”. Suas forças militares estão preparadas para lutar, mas os civis em áreas controladas pelos rebeldes correm o risco de serem pegos no fogo cruzado, alertou o chefe da República Popular de Donetsk.

“É por isso que a partir de hoje, 18 de fevereiro, foi organizada uma evacuação em massa de pessoas para a Federação Russa” , disse ele, acrescentando que grupos vulneráveis ​​como mulheres, crianças e idosos terão prioridade.

Pushilin disse que as autoridades russas na região vizinha de Rostov estão esperando um fluxo de evacuados e fornecerão o que eles precisam. Haverá condições nas passagens de fronteira para agilizar o processo, acrescentou. Ele exortou as pessoas “a prestar atenção ao aviso e tomar a decisão certa”, dizendo que a realocação seria temporária e salvaria vidas.

A declaração foi divulgada depois que observadores da OSCE enviados ao leste da Ucrânia para monitorar a situação ao longo da linha que divide as partes controladas pelo governo do país e os territórios mantidos pelas forças rebeldes relataram um aumento nas hostilidades nesta semana.

O chefe da República Popular de Lugansk (LNR), Leonid Pasechnik, também pediu que as pessoas alheias ao conflito deixem a região.

As nações ocidentais vêm alegando há meses que a Rússia estava preparando uma invasão militar da Ucrânia. Autoridades dos EUA afirmaram que Moscou estava preparando uma operação de “bandeira falsa” para justificar um ataque.

Moscou rejeitou as acusações. A única maneira de as hostilidades começarem, disseram autoridades russas, é se a Ucrânia tentar mais uma vez usar a força militar para assumir suas regiões separatistas. Moscou acusa Kiev de não cumprir um roteiro de acompanhamento para a reintegração das regiões de Donetsk e Lugansk – os acordos de Minsk – que a Ucrânia e os líderes das duas autoproclamadas repúblicas assinaram em 2014 e 2015, após a eclosão de hostilidades significativas na região.

EM BREVE MAIS INFORMACÕES.

  • Com informações RT France, France 24, TASS e DWTV via redação Orbis Defense Europe/Genebra.

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!