HomeEuropaReino Unido envia 2 navios de guerra ao Canal da Mancha após...

Reino Unido envia 2 navios de guerra ao Canal da Mancha após ameaças da França

Tripulações de pesca francesas estão ameaçando bloquear um porto na ilha de Jersey em um impasse sobre os direitos de pesca pós-Brexit nas águas próximas

As relações entre a Grã-Bretanha e a França não estavam confluindo ao entendimento diplomático por uma série de questões após os planos Brexit do Reino Unido em sair do bloco econômico europeu, a União Europeia, sendo as partes obrigadas, pela conveniência, assinar o Acordo de Cooperação e Comércio Reino Unido-UE (TCA), com novas regras para locomover, trabalhar e comercializar juntos, que entrou em vigor a partir das 23:00 de 31 de dezembro de 2020.

Brexit: O que é, Causas e Consequências para o Brasil e o Mundo - Blog FIA

A liberdade de trabalhar e viver entre o Reino Unido e a UE também chegou ao fim e, neste ano, os cidadãos do Reino Unido precisarão de um visto se quiserem permanecer na Europa por mais de 90 dias em um período de 180 dias.

Somada estas referências econômicas, o presidente francês Emmanuel Macron, levantou dúvidas sobre a eficácia da vacina do coronavírus desenvolvido pela Universidade de Oxford e produzida pela AstraZeneca, uma farmacêutica com sede no Reino Unido, levantando acusações de “nacionalismo vacinal”.

Para piorar, em dezembro do ano passado, Macron cortou brevemente o acesso a remessas de mercadorias com a Grã-Bretanha para evitar que o microrganismo chinês adentrasse pelo Canal da Mancha, prejudicando principalmente o setor de pesca, sendo acusado de conspiração contra o feriado natalino dos britânicos.

Após tantos protestos, Macron decidiu suspender o boicote e aumento a restrição de circulação. A pesca foi uma das questões mais conturbadas quando a Grã-Bretanha negociou seu novo acordo comercial com a União Europeia.

French fishing boats at the port of St Helier

A partir de então, tripulações de pesca francesas acusaram as autoridades locais em Jersey de impor novas exigências pesadas para permitir que continuassem a pescar nas águas costeiras de Jersey, após a divisão da Grã-Bretanha com a União Europeia no acordo em vigor no dia 31 de dezembro.

Map showing where Jersey is located and its territorial waters.

Jersey, a maior das ilhas do Canal, não faz parte do Reino Unido, mas é uma dependência da coroa, um status especial que lhe confere direitos autônomos, incluindo sua própria assembleia legislativa, bem como sistemas fiscais e jurídicos.

Undersea cable break: Four things you wanted to know - BBC News

Escalonando as tensões entre as partes, um funcionário do governo francês ameaçou no início desta semana que a França poderia cortar o fornecimento de energia para Jersey, que recebe 95% da eletricidade da França por meio de três cabos submarinos.

HMS Tamar (P233) is also a River Class Offshore Patrol Vessel but has a bigger total displacement of 2,000 tonnes (file image)
HMS Tamar (P233)

Por conta disso, o primeiro-ministro Boris Johnson despachou dois navios da Marinha britânica, o HMS Tamar e o HMS Severn, ainda na noite de quarta-feira, 05 de maio, como uma “medida de precaução”.

French Ship 95ft Patrol Vessel To Jersey Amid Post-Brexit Fishing Row

Em resposta, a França implantou duas embarcações de patrulha naval, entre elas o navio Athos, perto de Jersey, a cerca de 14 milhas da costa da França para “garantir a segurança da navegação”, incluindo a “segurança da vida humana no mar” caso a situação se agravasse, permanecendo próximo da fronteira limite Britânica-francesa.

Navio Athos (A712)

Contudo, o desentendimento se tornou presente entre França e Reino Unido sobre os direitos de pesca local, onde mais de 60 barcos de pesca franceses estavam ameaçando bloquear uma rota perto do porto de St. Helier, capital de Jersey, um dos motivos da concentração de navios de guerra de ambos os países convergirem nesta quinta-feira, 06 de maio, nas águas da ilha de Jersey.

Falam-se em 100 barcos de pesca franceses.

Os pescadores franceses queixaram-se de terem sido impedidos de operar nas águas britânicas devido às dificuldades na obtenção de licenças, já que Jersey tem o poder exclusivo de emitir as licenças e, desde a semana passada, todos os barcos eram obrigados a ter este documento para operar.

The Athos boat travelled along the River Seine from Rouen to Le Havre then around Cherbourg towards Jersey today

O HMS Severn, que anteriormente foi usado para acompanhar navios de guerra da marinha russa ao largo da costa inglesa, pode ser visto do porto, a cerca de um quilômetro dos barcos franceses.

Já o HMS Tamar está mais próximo e ambos os navios estão mantendo uma presença e não fazendo nenhuma atividade para repelir ou intervir. Ambos os HMS vieram do porto de Portsmouth como precaução.

A fishing boat off the coast of Jersey

A disputa, que se acendeu inesperadamente na véspera das eleições regionais na Grã-Bretanha, apresentou a Johnson uma oportunidade sob medida para exercitar os músculos militares britânicos em defesa dos direitos de pesca britânicos, que foram um ponto crítico durante as difíceis negociações comerciais entre a Grã-Bretanha e a União Europeia.

Do lado de fora da UE, muitos na indústria pesqueira da Grã-Bretanha apoiaram o Brexit porque acreditavam que, por décadas, eles foram forçados a compartilhar muito dos peixes capturados nas águas costeiras da Grã-Bretanha com tripulações continentais, porém os acordos trouxeram muitas tributações e burocracias, tornando os produtos marítimos mais difíceis e caros de exportar.

Com informações complementares The New York Times Company, Sky News, BBC, Bon News Haiti, via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

1 COMMENT

Deixe uma resposta

AGORA!