HomeChinaRússia e China chegam a acordo "verbal" sobre a integração de lançadores...

Rússia e China chegam a acordo “verbal” sobre a integração de lançadores espaciais tripulados

As agências espaciais russas e chinesas chegaram a um acordo "oral" sobre a integração mútua de suas espaçonaves tripuladas aos veículos de lançamento superpesados dos dois países, disse o diretor executivo de ciência da Roscosmos, Alexander Bloshenko à Interfax

“Já tivemos uma conversa verbal sobre a possível integração do nosso superpesado com a nave (espacial) chinesa e, inversamente, da nave (espacial) com o nosso superpesado”, disse Bloshenko.

Segundo ele, agora o acordo deve ser consolidado com protocolos e “conclusões técnico-científicas”. Ele não especificou quando o acordo seria assinado.

@Roscosmos

Em 17 de março, o chefe da agência espacial russa, Roscosmos Dmitry Rogozin, foi citado como tendo dito na mídia russa: “Não excluo a possibilidade de que, se houver vontade política, então seria possível adaptar nossa nave aos seus míssil (veículo de lançamento) e, inversamente, o navio deles para o nosso “, disse ele.

Em 9 de março, Roskosmos informou que a Rússia e a China assinaram um memorando sobre a criação de uma estação lunar científica internacional. Em janeiro, a Roscosmos anunciou a retirada do lado russo do projeto lunar americano Gateway.

Em 19 de outubro de 2020, Rogozin disse no Twitter que a corporação estatal russa e a Administração Espacial Nacional chinesa realizaram uma videoconferência sobre cooperação bilateral, “incluindo o programa de pesquisa lunar”.

A 16ª rodada de consultas russo-chinesas sobre segurança estratégica acontecerá amanhã em Moscou, informou o serviço de imprensa do Conselho de Segurança da Rússia na segunda-feira.

Atualmente, a Rússia está desenvolvendo a espaçonave reutilizável, Orel, cujo primeiro voo sem tripulação está programado para 2023, com uma tripulação – para 2025. A espaçonave é projetada para levar pessoas e carga a estações espaciais em órbita terrestre baixa, e também é uma dos elementos-chave do conceito existente de exploração lunar.

A tripulação do navio será de até quatro pessoas. No modo de vôo autônomo, a nave poderá permanecer por até 30 dias, enquanto voa como parte de uma estação orbital – até um ano. A massa total da espaçonave ao voar para a estação orbital será igual a 14,4 toneladas (19 toneladas ao voar para a Lua), a massa do veículo de reentrada é de 9 toneladas. O comprimento total é de 6,1 metros.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!