HomeCrise DiplomáticaRússia suspende contatos militares com a OTAN em Bruxelas e Moscou

Rússia suspende contatos militares com a OTAN em Bruxelas e Moscou

A partir de 1 ° de novembro , a Rússia suspenderá sua missão permanente e outros órgãos de contato com a OTAN, anunciou o chanceler russo, Sergei Lavrov.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, foi citado por agências de notícias russas que o pessoal da missão militar da OTAN em Moscou seria destituído de seu credenciamento a partir de 1º de novembro e que a OTAN poderia interagir com a Rússia por meio de sua embaixada em Bruxelas, se necessário.

“Basicamente, não temos condições adequadas para atividades diplomáticas básicas como resultado das medidas deliberadas da OTAN. Em resposta às atividades da OTAN, suspendemos o trabalho de nossa missão permanente na OTAN, incluindo o trabalho do principal representante militar, a partir de 1º de novembro, ou talvez demore mais alguns dias ”, disse Lavrov.

“Em segundo lugar, suspendemos o trabalho da ligação militar da OTAN em Moscou. O credenciamento de seus funcionários será revogado em 1º de novembro. E, em terceiro lugar, encerramos o trabalho do gabinete de informações da OTAN, que foi fundado sob a embaixada da Bélgica ”.

Além disso, a missão militar da OTAN em Moscou cessará suas funções indefinidamente e o escritório de informações será fechado.

Lavrov observou que agora não há comunicação entre as partes por meio dos militares.

“Se os membros da OTAN tiverem algum assunto urgente, eles podem recorrer ao nosso embaixador na Bélgica sobre essas questões, que garante as relações bilaterais entre a Rússia e o Reino da Bélgica”, disse Lavrov.

No início deste mês, a OTAN expulsou oito membros da missão russa para a aliança, que ela disse serem “oficiais de inteligência russos não declarados”.

Segundo o ministro, essa decisão não foi explicada à Rússia. Lavrov enfatizou que Moscou “não vai mais fingir que quaisquer mudanças nas relações são possíveis no futuro próximo”.

Naquela época, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Alexander Grushko, acusou a OTAN de duplicidade e de usar a ideia de uma suposta ameaça de Moscou como um motivo inescuso.

“Após o fim dramático da era afegã, como eles podem sobreviver sem o bode espiatório da ‘ameaça russa’. Eles não podem ”, disse ele ao jornal diário russo Kommersant.

A OTAN suspendeu a cooperação prática com a Rússia em 2014 depois que a Crimeia se tornou parte da Federação Russa, mas manteve os canais abertos para reuniões de alto nível e para a cooperação militar a militar.

  • Com informações NATO/OTAN, DW TV, TASS, RT France e France Inter, via redação Orbis Defense Europe/Genebra.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!