HomeRússiaRússia testou mais de 320 novas armas na guerra da Síria

Rússia testou mais de 320 novas armas na guerra da Síria

Que as guerras são grandes campos de testes práticos para equipamentos militares e armas isso não é novidade, mas o que impressiona nessa notícia é a admissão da grande quantidade que foi declarada pelo MoD da Rússia.

De acordo com a estimação de analistas ocidentais que acompanham o assunto, isso pode ser (provavelmente) quase o dobro de testes de novas armas e conceitos em comparação com o que a OTAN teria testado no Afeganistão e outros teatros de guerra.

O que estamos vendo na atualidade é que a Rússia tem cada vez mais aperfeiçoado suas forças armadas, com altos índices de modernidade e eficiência, considerados muito mais versáteis e capazes do que a grande quantidade sem qualidade das épocas da extinta União Soviética.

De acordo com informações que o MoD passou à agência TASS, os militares russos testaram mais de 320 armas diferentes durante a operação na Síria, revelou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoygu, nesse dia 14 de julho.

O ministro revelou a informação durante reunião com funcionários da Rostvertol, principal fabricante de helicópteros da Rússia.

“Verificamos mais de 320 tipos de armas diferentes, incluindo, aliás, seus helicópteros”, “Agora temos essas armas, graças à operação na Síria, graças a vocês que fazem isso”, disse o ministro Shoigu aos funcionários da Rostvertol.disse Shoygu na reunião, de acordo com a agência de notícias TASS .

Segundo o ministro da Defesa russo, os helicópteros de ataque produzidos pela Rostvertol foram refinados, “pelo menos em termos de armas”, após participar da operação na Síria.

Fonte:https://tass.com/defense/1314097

O ministro explicou que a segurança dos helicópteros de ataque foi melhorada, equipando-os com novas armas que podem operar a um alcance maior do que os sistemas de defesa aérea ou MANPADs (sistemas portáteis de defesa aérea) o que está não somente aumentando a capacidade de sobrevivência como a letalidade em campo de batalha.

Entre essa centena de armas, Shoygu provavelmente se referia ao avançado míssil de cruzeiro Izdeliya 305. Os helicópteros de ataque Mi-28NM e Ka-52M atualizados serão armados com o novo míssil guiado, que terá um alcance colossal de 100 km.

A experiência adquirida com a operação na Síria permitiu que os militares russos atualizassem muitos de seus sistemas existentes. Novo sistema de armas também foi desenvolvido como resultado da operação.

Abaixo, um vídeo ilustrativo do MoD da Federação Russa, exibindo as capacidades de suas operações  materiais em campo:

  • Com informações TASS e STF Analysis & Itelligence via redação Orbis Defense Europe.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!