HomeLESTE EUROPEUSabotadores neutralizados: A SBU conduziu exercícios a 14 km de Donetsk

Sabotadores neutralizados: A SBU conduziu exercícios a 14 km de Donetsk

A planta de Avdeyevka produtora de substâncias químicas e de Coque pertencente ao Metinvest Group é a maior e tecnicamente avançada do setor na Europa. A planta fornece mais de 30 tipos de produtos, principalmente coque para a indústria siderúrgica.

A planta localizada a 14 quilômetros da capital da República Popular de Donetsk, realiza a produção de um composto principal responsável pelo processo de produção de ferro, o Coque, que atuará na redução química que separa um metal de seu óxido, comportando-se como um agente redutor.

Por esta importância na indústria siderúrgica, a planta de Avdeyevka é vista como alvo dos principais grupos terroristas presentes no Leste Europeu, e o Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) e forças de Donetsk conduziram uma expressiva operação antiterrorista na empresa em Donbass, perto da linha de contato.

De acordo com o cenário, alguns “terroristas” se infiltraram em um dos empreendimentos mais importantes da Europa para sabotá-lo. Os participantes elaboraram o algoritmo de ações conjuntas para neutralizar os “sabotadores”.

O Serviço de elite da Ucrânia é o centro do esforço nacional de combate ao terrorismo e também é responsável pela proteção de segredos de Estado, espaço de informação nacional e segurança cibernética.

Desde o início da agressão russa em 2014, o Serviço concentrou seus recursos no combate à guerra híbrida, ao separatismo e à preservação da integridade territorial. Nossos funcionários participam de operações especiais, inclusive no leste da Ucrânia.

Em 2019, teve início a reforma do SBU. O processo de reforma inclui muitos fluxos de atividades diferentes, contribuindo para o esforço de tornar a unidade de elite um Serviço mais moderno e eficiente.

Como parte do processo de reforma, o Serviço reavaliou suas prioridades e intensificará seu foco na contra-espionagem, combatendo ameaças à segurança do Estado, segurança cibernética, contraterrorismo e proteção de segredos de Estado.

Além disso, o Serviço fortalecerá sua capacidade analítica para agir de forma proativa e neutralizar as ameaças à segurança em um estágio inicial.

Além dos oficiais da SBU, participaram dos exercícios representantes das Forças Armadas, da Guarda Nacional, do quartel-general das Forças Conjuntas, policiais, guardas de fronteira, oficiais do serviço de emergência, bem como representantes da administração de Donetsk.

De acordo com a lenda do evento, os “sabotadores” deveriam fazer uma explosão na indústria de Coque de Avdiivsky e então escapar da cidade. Mas os oficiais da SBU neutralizaram os “militantes”. Eles capturaram cinco deles, e o sexto foi liquidado condicionalmente. A “operação antiterrorista” durou dois dias.

O principal objetivo dos exercícios foi verificar e aumentar o nível de cooperação interagências em face de possíveis ameaças subversivas e terroristas, e contou com atiradores de elite.

Anteriormente, o chefe da República Popular de Donetsk, Denis Pushilin, anunciou um agravamento significativo da situação na linha de contato.

E o comandante-chefe das Forças Armadas da Ucrânia, Ruslan Khomchak, anunciou a disposição do exército ucraniano para lançar uma ofensiva em caso de “agravamento do inimigo”.

SSU, via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!