HomeÁsiaSubmarino da Indonésia desaparecido Nanggala-402 está em suas horas críticas

Submarino da Indonésia desaparecido Nanggala-402 está em suas horas críticas

Uma grande busca está em andamento pelo submarino Nanggala-402 da Marinha Indonésia

Durante uma operação naval em 21 de abril, o submarino Nanggala 402 da Marinha Indonésia navegava a cerca de 100 Km ao norte da ilha de Bali, e ao receber autorização para mergulhar em águas mais profundas, o submarino não emitiu mais comunicação com o Comandante da Força-Tarefa de combate Danguspurla II, marcando o último contato com a Marinha.

Zulkarnain/Xinhua via Getty

O sub Nanggala-402 deveria realizar um exercício de tiro de torpedo. Com base em uma declaração escrita do Departamento de Relações Públicas do Ministério da Defesa, o Nanggala pediu permissão para mergulhar às 03:00 horário local.

Segundo o primeiro-almirante indonésio, Julius Widjojono, a área navegada pelo submarino Nanggala 402 “é bastante profunda, e conhecemos a área”.

Uma grande busca está em andamento pelo submarino da Marinha Indonésia, ao menos seis navios de guerra, um helicóptero e 400 pessoas estão envolvidos na busca. A maior preocupação da operação de resgate gira em torno da disposição de oxigênio (O2) do sub que possui apenas 72 horas a partir do momento em que manobrou rumo ao fundo das águas do Mar de Bali, um apêndice final leste do Mar de Java.

AFP

A área do desaparecimento do submarino Nanggala é reconhecida geologicamente com grandes campos de petróleo que se estendem sob o mar. Como local de exploração bem-sucedida de petróleo e gás natural, o Mar de Java se tornou a base do programa de exportação da Indonésia, estrategicamente importante e necessário operações navais de defesa territorial.

Apesar do Mar de Java possuir águas rasas, em média 46 metros de profundidade, o local do possível desastre naval situado ao norte da Ilha de Bali, o Mar de Bali, caracterizando-se como um mar distinto para navegação, com uma profundidade assustadora de no máximo 1.590 m.

A equipe de resgate trabalha diuturnamente com operações de Buscar e Resgate. Segundo a Marinha da nação, a Indonésia tem cerca de 72 horas para resgatar 53 tripulantes antes que eles fiquem sem oxigênio. Cingapura e Malásia despacharam navios, e os EUA, Austrália, França e Alemanha ofereceram assistência amiga.

Neste momento de dificuldade e risco iminente de morte, toda ajuda será bem-vinda, independente da nacionalidade, foi assim com o incidente do ARA San Juan da Marinha Argentina que afundou em 15 de novembro de 2017, e contou com a participação dos EUA com o submarino Atlantis, e da Rússia com o navio Yantar e com o dispositivo Panther Plus.

O submarino Nanggala do Tipo 209/1300 da classe Cakra de construção alemã comissionada em 1981 estava conduzindo um exercício, mas não apresentou relatório e o contato foi perdido, disse a Marinha. De acordo com a Hops indonésia, a embarcação tem o nome de Nanggala em referência a lança divina e poderosa de ponta curta que pertencia a Prabu Baladewa, um personagem recorrente no teatro de wayang.

Promoção de Heri Oktavian. TNI Angkatan Darat (Forças Armadas da Indonésia)

O oficial naval de mais alta patente a bordo do submarino era o coronel Harry Setyawan, comandante da unidade de submarinos do 2º Comando da Frota, junto a ele, estão seus subordinados, incluindo o tenente-coronel Heri Oktavian, o comandante do submarino.

ANTARA FOTO/Syaiful Arif)

A Marinha da Indonésia afirmou que um helicóptero de vigilância aérea captou um derramamento de óleo às 7:00 local, cerca de 4 horas após o último contato, que foi encontrado perto de onde o submarino mergulhou, as hipóteses são danos no tanque de combustível ou também pode ser um sinal da tripulação.

A possibilidade do tanque de combustível rachar é alta, devido à pressão da água do mar durante o mergulho, em níveis de 600 a 700 m abaixo do nível do mar. A natureza do Nanggala é genética alemã, apesar dos seus 44 anos de idade, o submarino podia suportar a pressão aquática a uma profundidade máxima de cerca de 250 metros.

Detik, Hops Idonesian, kumparan, TNI Angkatan Darat (Forças Armadas da Indonésia), Felipe Moretti

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Felipe Moretti
Felipe Moretti
Analista militar com foco em mídia de streaming, com experiência superior a 4 anos em plataformas como o YouTube e Revistas Eletrônicas, no qual é fundador e administrador do canal Área Militar. Possui capacidade técnica para a colaboração e análises em assuntos que envolvam os meios de preservação e manutenção da vida humana, em cenários de paz ou conflito.
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!