HomeÁsiaTaiwan fecha contrato de compra para o míssil Patriot III (PAC-3)

Taiwan fecha contrato de compra para o míssil Patriot III (PAC-3)

A Força Aérea Taiwanesa havia anunciado em março a decisão de comprar uma versão atualizada do míssil terra-ar Patriot, e burocracias e inspeções incorretas haviam retardado o acordo de compra

No dia 31 de março deste ano, a Força Aérea Taiwanesa havia anunciado a decisão de comprar uma versão atualizada do míssil terra-ar Patriot da empresa estadunidense Lockheed Martin Corp., como requisito central no programa estratégico de defesa na para conter a ameaça crescente da China em plenas águas do Estreito de Taiwan e pela áreas adjacentes ao Mar Meridional chinês.

Ao que parece, não houve, na época, a divulgação de quantos mísseis seriam adquiridos.

Is China taking advantage of COVID-19 to pursue South China Sea ambitions?  | Asia| An in-depth look at news from across the continent | DW | 26.05.2020
Mar Meridional sob influência chinesa. CSIS

Das nações em disputa e presentes no Mar da China Meridional, a única que está expandindo seu território e influência econômica e cultural entre os povos é a China, que já tomou e transformou algumas áreas de mares reivindicados em megas ilhas artificiais dispostas em bases aéreas e portos navais estendidos, verdadeiras fortificações militares que fornecem trampolim à incursões e operações navais e aéreas por toda a região.

Patriot Guidance Enhanced Missile being deployed
Míssil Guidance Enhanced. Raytheon

O Patriot MIM-104 é um sistema de defesa aérea de longo alcance, em todas as altitudes e em todos os climas, para combater mísseis balísticos táticos, mísseis de cruzeiro e aeronaves avançadas.

Na atualidade, os mísseis do tipo Patriot Advanced Capability 3 (PAC-3) e Missile Segment Enhancement (MSE) são produzidos pela Raytheon, em Massachusetts, pela Lockheed Martin Missiles and Fire Control, na Flórida.

Na iminente necessidade de acordo para sistema de defesa aérea segura ao país, Taiwan deu continuidade à decisão de março, e finalmente fechou um acordo de compra para inspecionar seus mísseis Patriot III em uma base militar americana não divulgada nessa quarta-feira, 28 de abril, por um total de US$ 589,64 milhões.

O Ministério da Defesa Nacional de Taiwan disse que inspecionará seus mísseis Patriot III após os erros administrativos forem corrigidos.

Taiwan says has begun mass production of long-range missile - Opera News
Veículos lançadores MIM-104 em Taiwan. Reuters

A Agência independente de investigação e auditoria do governo de Taiwan, o Control Yuan, apontou no mês passado que a Força Aérea não cumpriu os procedimentos de aprovação de projetos para seus mísseis Patriot III.

Para a plena continuidade do contrato, a Força Aérea taiwanesa precisa apresentar relatórios claros da capacidade de operacionalizar o equipamento.

O Ministério da Defesa emitiu a aprovação do processo de auditoria do equipamento americano, e a Força Aérea enviou um pedido a uma delegação militar de Taiwan nos EUA para entrar em contato com o governo americano para um acordo de teste de mísseis.

Essa ação violou os procedimentos administrativos e, após as correções no Ministério da Defesa, todo o procedimento de paralisação em auditoria e certificação das atividades de operacionalização foi encerrado, informou o jornal taiwanês CNA.

File:JASDF MIM-104 Patriot PAC-3 Missile(dummy model) left front low-angle view at Hamamatsu Air Base October 20, 2019.jpg
Míssil PAC-3. Hunini

Os mísseis agora serão testados em oito lotes de 2023 a 2030, com 48 itens por lote ao longo de sete a oito meses. Espera-se que o teste seja concluído antes de 30 de setembro de 2030, de acordo com o Apple Daily.

Além disso, o MND confirmou recentemente que adquiriu sistemas de Aprimoramento de Segmento de Mísseis (MSE) Patriot Advanced Capability (PAC-3) e espera concluir a entrega entre 2025 e 2026.

Os novos mísseis têm um alcance mais longo e são maiores, permitindo apenas 12 unidades por veículo de lançamento MIM-104, em oposição a 16 carreadas pela variante anterior Patriot.

O contrato de compra avançou, as questões burocráticas de auditoria e inspeção prejudicaram a rápida tramitação do processo. Por fim, a Força Aérea de Taiwan terá a sua disposição os mísseis PAC-3 e MSE com entregas entre 2025 e 2026, na intenção de implantar as baterias antiaéreas em 2026.

Kelvin Chen, Taiwan News, Reuters, CNA, Army-technology, via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!