HomeOriente-médioTalebã em avanço captura vários helicópteros da Força Aérea Afegã

Talebã em avanço captura vários helicópteros da Força Aérea Afegã

Depois de capturar várias cidades e extensos territórios do Afeganistão, o Talebã capturou sete helicópteros militares que foram abandonados intactos pela Força Aérea Afegã (AAF).

Na província de Herat, no noroeste, cuja capital foi capturada pelo Taleban em 12 de agosto, o grupo apreendeu quatro helicópteros militares Mi-8/17.

Dois dos helicópteros capturados estavam em condições operacionais, enquanto os outros dois estavam em manutenção na Base Aérea de Shindand no momento da captura.

Avaliando superficialmente as imagens divulgadas e informações obtidas por observadores internacionais, não houve o menor esforço por parte dos militares afegãos responsáveis pelas aeronaves em efetuar a avaria ou destruição das aeronaves, para que essas não sejam usadas pelas forças inimigas.

A AAF opera mais de 50 helicópteros Mi-8/17 em sua “Ala de Operações Especiais”. Esses helicópteros são usados ​​principalmente para apoiar as operações especiais do Exército Nacional Afegão.

Na província de Helmand, ao sul, o Talibã capturou um helicóptero de ataque leve MD 530F Cayuse Warrior, fabricado nos Estados Unidos.

O acidente do helicóptero pousou na parte sul da capital de Helmand, Lashkargah, em 29 de julho. Naquela época, o Taleban alegou que o helicóptero foi “abatido” por seus combatentes, mas em realidade este efetuou um pouso forçado após uma pane.

Mais de 60 helicópteros MD 530F feitos nos EUA estão em serviço com a AAF. O helicóptero pode ser armado com pods de canhão FN HMP400 com metralhadora pesada FN M3P .50 BMG ou com pods de foguete M260 com 7 foguetes Hydra 70 não guiados.

Na província de Ghazni, no sudeste, os combatentes do Talibã apreenderam um segundo helicóptero MD 530F, bem como um helicóptero Sikorsky UH-60 Black Hawk dos EUA. Ambos os helicópteros aparentavam estar avariados sem possibilidade de reparo.

No início desta semana, o Talibã também capturou um helicóptero de ataque Mi-35 e vários drones Boeing Insitu ScanEagle de fabricação americana que foram deixados para trás pelas forças do governo no aeroporto de Kunduz, no nordeste do Afeganistão.

Ainda não está claro se o Taleban será capaz de operar qualquer um dos helicópteros ou drones capturados recentemente por seus combatentes. A perda desses equipamentos foi, no entanto, um sério golpe para a AAF, que já luta com recursos limitados. A maioria desses equipamentos foi paga ou fornecida pelos Estados Unidos.

Em 11 de agosto, o Talibã apreendeu um helicóptero de ataque Mi-35 que foi deixado para trás pelas forças do governo afegão no aeroporto de Kunduz, no nordeste do Afeganistão.

O helicóptero foi um dos vários que a Índia comprou e consertou na Bielo-Rússia e doou ao Afeganistão em 2019. O Mi-35 é a versão de exportação do Mi-24V, que pode ser armado com mísseis guiados anti-tanque 9M114 Shturm.

As forças do governo afegão removeram as pás do rotor do helicóptero e as armazenaram sob ele antes de retirarem-se do aeroporto. Ainda não está claro por que o helicóptero de ataque não foi movido para outra base ou destruído antes da retirada.

Os combatentes do Taleban capturaram grandes partes de Kunduz, incluindo a capital da província nas últimas 24 horas. De acordo com as alegações do grupo, cerca de 3.000 militares afegãos se renderam e entregaram várias aeronaves e mais de 500 veículos.

Imagens de diferentes partes de Kunduz confirmam que o Taleban apreendeu pelo menos dezenas de veículos militares, principalmente Humvees fabricados nos Estados Unidos

A vitória do Taleban em Kunduz foi um grande golpe para o governo afegão. As armas fornecidas pelos EUA estão agora nas mãos do Taleban.

Com as armas capturadas em Kunduz, o Taleban provavelmente avançará mais rápido e mais longe do que antes no nordeste do Afeganistão.

  • Com informações TASS, Lone Wolf, Spoils of War, Joseph Dempsey, Fawad Aman, France Inter e STF Analysis & Intelligence via redação Orbis Defense Europe.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!