HomeOriente-médioTalebãn liberta milhares de criminosos das prisões incluíndo 2300 do ISIS,...

Talebãn liberta milhares de criminosos das prisões incluíndo 2300 do ISIS, Al Qaeda e outros terroristas islâmicos

Milhares de presos, incluindo terroristas islâmicos “ex-combatentes” do ISIS e da Al-Qaeda, foram libertados pelo Talibã da prisão de Pul-e-Charkhi nos arredores de Cabul, Afeganistão. De acordo com informações do próprio Talebã, todos os que desejarem terão cargos nas novas “forças de segurança” do país…

Entre os aproximadamente 2.400 terroristas islâmicos de diversas facções libertados, estima-se que pelo menos metade sejam os considerados “Top Leaders” do movimento e dos grupos combatentes.

As tropas do governo afegão entregaram a base aérea de Bagram ao Taleban no início de 15 de agosto . A base abriga a prisão Pul-e-Charki, que tem cerca de 5.000 presos.

A prisão Pul-e-Charki é o maior presídio do Afeganistão e conhecido por suas péssimas condições. Um bloco de celas de segurança máxima mantinha membros da Al Qaeda e do Taleban, separados de criminosos comuns.

Por todo o Afeganistão a cena foi a mesma, a cada cidade/região conquistada, acontecia a libertação de criminoos das cadeias e a integração de muitos nas fileiras de militantes dos Talebãns ou o auxílio para os integrantes da Al Qaeda retornar para seus grupos dentro e fora do Afeganistão.

Imagens publicadas por uma agência de notícias independente afegã, que apóia o Taleban, mostram os Talebãns deixando todos os presos sair.

O ministro do Interior afegão em exercício, Abdul Sattar Mirzakwal, disse que o país agora terá uma “transferência pacífica de poder” para um governo de transição liderado pelo Taleban, informou a Associated Press.

Isso aconteceu antes de o Taleban anunciar uma “anistia geral” para todos os funcionários do governo, que deveriam voltar a trabalhar no futuro governo talibã.

A libertação de vários terroristas foi uma “anistia geral” ainda mais, já que agora todos os tipos de radicais estão vagando pelo Afeganistão, fazendo sabe-se lá o quê.

De acordo com informações divulgadas pelas redes sociais do próprio Talebãn, os presos acusados de terrorismo islâmico que foram libertados, eram presos políticos, e agora, junto com os presos libertados que cumpriam penas por crimes comuns serão convidados a integrar as forças de segurança do Talebãn, assim como receberão cargos nas forças de ordem (Polícia e Forças Armadas) de acordo com seu grau de importância anterior na ornganização.

Além disso, antes de o Talibã assumir o controle do Afeganistão, as autoridades americanas estavam preocupadas com o ressurgimento da Al-Qaeda em seu solo.

Em uma entrevista em julho, depois que ele assumiu a chefia das forças dos EUA no Afeganistão, o general do USMC Frank McKenzie disse que a Al Qaeda ainda é o principal foco das forças armadas dos EUA na região.

“Estamos aqui para impedir que a Al Qaeda e o ISIS sejam capazes de se reconstituir nos espaços não governados, geralmente do leste do Afeganistão, e seja capaz de planejar ataques contra nossa terra natal”, disse McKenzie na capital, Cabul. “Essa ameaça ainda está aqui hoje.”

McKenzie disse que as forças de contraterrorismo dos EUA tornaram impossível para a Al Qaeda se regenerar e executar seus planos contra o Ocidente.

“Se essa pressão diminuir, acredito que eles vão se regenerar”, disse ele. “E eu acho que é apenas uma questão de tempo antes que os vejamos se afirmar e começar a planejar ataques contra nossa pátria.”

Com a Al Qaeda em fase de reconstrução no Afeganistão, é difícil se reorganizar rapidamente, disseram autoridades americanas. E embora a ideologia da Al Qaeda enfatize ataques contra o mundo ocidental, essa não é a estratégia atual para seus combatentes no Afeganistão, disseram autoridades americanas.

“Eles estão enfatizando a ideia de que vamos colocar nossas casas locais em ordem a fim de consolidar nossas posições”, disse um alto funcionário dos Estados Unidos ao noticiário da NBC. “E então vamos pensar sobre a jihad global, porque isso ainda está em suas mentes”.

  • Com informações Fox News, NBC News, India Today, CBS News, France 3, Reuters, STFH Analysis & Intelligence via redação Orbis Defense Europe/Genebra.


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!