HomeEUATestes operacionais do novo radar de defesa contra mísseis balísticos no Alasca...

Testes operacionais do novo radar de defesa contra mísseis balísticos no Alasca são adiados

O radar de defesa contra mísseis balísticos da Força Aérea dos Estados Unidos sendo instalado na Estação da Força Aérea de Clear, no Alasca, não terá seu único teste de voo operacional por mais um ano, de acordo com um relatório recente do Government Accountability Office (GAO).

Missile-detecting satellites give US added bonus of tracking Islamic State  - Middle East - Stripes

O Radar de Discriminação de Longo Alcance – Long Range Discrimination Radar (LRDA) – deveria ter seu teste de voo operacional no terceiro trimestre fiscal de 2021 após dois testes em solo, mas a pandemia de coronavírus, que afetou o programa como um todo, resultou na necessidade de mover o teste de volta para o último trimestre do ano fiscal de 2022.

A Agência de Defesa de Mísseis disse no início deste ano que o Radar de Discriminação estava a caminho de atingir a capacidade operacional inicial no 1º ano fiscal de 2021, o que o GAO indicou em seu próprio relatório.

John Budnik

Mas a Força Aérea não se apropriará do radar operacional até o terceiro trimestre do Ano Fiscal de 2023, após o teste de voo operacional obrigatório. A transferência original deveria ocorrer no quarto trimestre do Ano Fiscal de 2022, de acordo com o relatório.

O Agência de Defesa de Mísseis Americana (MDA) teve que interromper todas as atividades de construção e integração da LRDA na Estação Aérea de Clear quando a pandemia começou com força total nos Estados Unidos em março de 2020.

O programa entrou no “status de zelador”, ou seja, apenas um pequeno grupo permaneceu no local para garantir que os materiais fossem protegidos do mau tempo.

Ground Based Midcourse Defense System

O LRDA é um radar de banda S fabricado pela Lockheed Martin que não apenas será capaz de rastrear mísseis balísticos e hipersônicos que se aproximam, mas também discriminar o veículo que transporta a ogiva de iscas e de outros objetos não letais para o Sistema de Defesa do Médio Curso baseado em solo (GMD), um sistema interceptor projetado para proteger os EUA de possíveis ameaças de mísseis balísticos intercontinentais da Coreia do Norte e do Irã.

Defense News, Lockheed Martin, via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!