HomeMundoTudo sobre o assassinato do Presidente Haitiano Jovenal Moise

Tudo sobre o assassinato do Presidente Haitiano Jovenal Moise

Alguns relatos sugerem que homens vestidos de preto carregando armas de grosso calibre adentraram à residência do presidente haitiano Jovenal Moise às 01:00 da manhã no horário local fingindo-se parte de uma operação antidrogas dos Estados Unidos, mas nenhum detalhe oficial foi dado.

No evento, Moise foi assassinado com diversos tiros de grosso calibre, e sua esposa ficou ferida e levada ao hospital mais próximo, porém morreu tempo depois.

O ataque ocorreu em meio a uma onda crescente de violência politicamente ligada no empobrecido país caribenho. Com o Haiti politicamente dividido e enfrentando uma crescente crise humanitária e escassez de alimentos, há temores de uma desordem generalizada.

AP:Associated Press

“Todas as medidas estão sendo tomadas para garantir a continuidade do estado e proteger a nação”, disse o Primeiro-Ministro Provisório Joseph.

Um dos carros de guarda armada federal do presidente haitiano ficou alvejado após a operação sem bandeira e sem reivindicação até o momento.

Moise, que tinha 53 anos, governou por decreto por mais de dois anos depois que o país não realizou eleições, o que levou à dissolução do Parlamento. Líderes da oposição o acusaram de buscar aumentar seu poder, incluindo a aprovação de um decreto que limitou os poderes de um tribunal que audita contratos governamentais e outro que criou uma agência de inteligência que responde apenas ao presidente.

Moïse liderou o Haiti, uma das nações mais pobres do mundo, desde 2017, mas enfrentou protestos generalizados exigindo sua renúncia.

A história recente do país foi atormentada por golpes de estado, instabilidade política e violência generalizada de gangues.

A oposição do Haiti disse que o mandato de cinco anos de Moïse deveria ter terminado em 7 de fevereiro de 2021, cinco anos depois que seu antecessor, Michel Martelly, deixou o cargo.

Mas houve um atraso de um ano para as eleições após a saída de Martelly, e Moïse insistiu que tinha mais um ano para servir, uma vez que só assumiu o cargo em 7 de fevereiro de 2017.

As eleições parlamentares deveriam ter sido realizadas em outubro de 2019, mas as disputas as atrasaram, o que significa que Moïse realmente estava governando por decreto.

Em fevereiro deste ano, no dia em que a oposição queria que ele deixasse o cargo, Moïse disse que uma tentativa de matá-lo e derrubar o governo foram frustradas.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, twittou que estava “triste com a morte do Sr. Moïse”, chamando-o de “um ato abominável” e pedindo calma.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ofereceu condolências ao povo do Haiti pelo “horrível assassinato”.

Neste vídeo abaixo mostra a operação de ataque contra o presidente haitiano:

Com informações complementares BBC, WSJ, AP via Redação Área Militar


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

AGORA!