Ucrânia – Extremistas vandalizam bandeira ucraniana em comício antifascista na Itália

Um comício pró-ucraniano em Milão no Dia da Libertação da Itália do nazismo e da ditadura fascista foi interrompido por extremistas desconhecidos, relatado Oles Horodetskyy, presidente da Associação Cristã de Ucranianos e líder comunitário ucraniano em Roma.

“Um fascista e extremista, provavelmente de origem árabe (vestido de amarelo), rasga e pisoteia a bandeira ucraniana durante a Marcha de Libertação dos nazi-fascistas. Milão, 25 de abril de 2024”, escreveu Horodetskyy e adicionou um vídeo do incidente.


Em Milão, a comunidade ucraniana e outros grupos democráticos reuniram-se sob a bandeira “Agora e sempre a democracia defende-se”. Os participantes da manifestação instaram a comunidade global a apoiar os ucranianos no combate à forma emergente de fascismo conhecida como ruscismo. Oles Horodetskyy também falou aos ativistas no pódio.

“Enfatizei a necessidade de assistência militar constante à Ucrânia. O pacifismo faz o jogo do agressor e os atrasos na ajuda ocidental custaram à Ucrânia milhares de vidas humanas. Os ucranianos estão a lutar pela liberdade, tal como fizeram os guerrilheiros italianos. Enfatizei a necessidade de derrotar a propaganda russa em todas as suas formas e expressei esperança de que no próximo dia 25 de abril possamos comemorar na Ucrânia libertada dos ocupantes de Moscou”, disse Horodetskyy. disse.

Na Itália, o dia 25 de abril simboliza o fim da Segunda Guerra Mundial. Nesta data, em 1945, os guerrilheiros libertaram com sucesso Milão e Turim das forças alemãs através de revoltas generalizadas, bem antes da chegada das tropas aliadas.

Fotos: Chiara Calore; Ivana Paisi

Patrocinado por Google

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS